Resident Evil Fanfic

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:32 pm

Por ~GabiGladiator



Sempre numa noite chuvosa,acontece coisas ruins ou até mesmo terríveis.Eu estava numa biblioteca,no silencio daquele lugar,Raccon City parecia nem existir;mas o silencio foi cortado por um grito de terror,todos que estavam sentados lendo seus livros calmamente,levantaram para o lado de fora da biblioteca,varias pessoas correndo pelas ruas,desesperadas,corri também para ver o que estava acontecendo,olhei para uma mulher que estava caída no chão fui ajudá-la mas ela estava...sei lá morta mas...viva,tentou me morder mas sai correndo,varias outras pessoas também estavam iguais a ela.
Correndo desesperadamente,aquela chuva estava me fazendo ter mas medo e calafrios.Me escondi do lado de um enorme latão de lixo,minha respiração estava mais rápida do que eu precisava,apertei minha blusa na tentativa de acalmar meu coração,a cada grito das pessoas meus pelos se arrepiavam;ainda escondida,vi a cada pessoa sendo morta ao mesmo tempo viva,não tinha como eu sair dali,estava cercada,mas assim mesmo levantei e andei devagar,os"mortos vivos"estavam indo para outro lado.Parei numa parede e peguei meu celular,que estava sem sinal-Droga!Porque nessas horas os celulares não prestam?!-reclamei baixo, olhei de um lado para o outro e andei mais, meu cabelo estava ficando pesado por causa da chuva.
A cidade estava um caos, vidros das lojas quebrados, carros queimados e alguns ainda pegando fogo, até que escutei gemidos, alguns "mortos vivos” estavam vindo na minha direção, corri o maximo que pude mas eram muitos,acabei tropeçando numa pessoa morta,me arrastando,vi um objeto nao identificado por mim, voar para o meio dos mortos,o objeto soltou fumaça e eu fui puxada,com a boca tampada para um beco.Ainda sendo segurada me esperneei,deduzi que era mãos masculinas,pois eram grossas e grandes,ele me levou e ficou parado numa parede comigo na frente dele,olhei para cima e tive certeza era hum homem mesmo,loiro com uma franja no olho até a bochecha,porte físico forte,não enxerguei muito os detalhes do rosto dele pois estava muito escuro.Ele olhava de um lado para o outro,me senti tonta,minhas pernas bambas,me segurei no anti-braço dele para me não cair,mas não estava adiantando muito
-Hm...-gemi
-Calma,vi ficar tudo bem...-ele sussurrou e me pegou no colo,sem poder me mover,vi quase tudo aonde ele estava indo(não identifiquei muita coisa)
Acordei revirando meus olhos,a primeira coisa que vi foi o teto,levantei-me esfregando os olhos e vi que estava numa casa,ou apartamento que estava bem velho.Meus braços e pernas doiam.O homem veio colocou uma caneca de café na mesinha a frente do sofá e sentou na poltrona
-Como esta se sentindo?-vi que os olhos dele eram azuis
-Meio...tonta...
-Isso vai passar...-ele se desleixou na poltrona
-Quem é você?
-Leon Scoot Kennedy...agente federal...
-Agen...mas pra que?
-Não esta vendo la fora?
-Tah...saquei...mas porque esta acontecendo isso tudo?
-Isso que vim descobrir!
-Obrigada por me salvar,mas preciso encontrar meu irmão...-me levantei mas cambaleei e quase cai,ele me segurou
-Não pode sair,lá fora é muito perigoso...-ele me olhou serio ainda me segurando,pareceu me observar
-Qual seu nome?
-Gael...Gael Oliver
-Prazer Gael...mas fique sentada,a senhorita ainda esta tonta.
Ele me sentou e foi para a janela,o observei,era alto,tinha uma arma na perna,colete para guardar munições,sua blusa estava sendo esticada pelos músculos.(Fui detalhista demais)
-O que esta olhando?-perguntei
-Vendo se tem "mortos vivos"la embaixo...
-Eles...estão mortos mesmo?-olhei para o outro lado preocupada
-Sim e não,foram infectados...assim que um morde o outro,o mesmo é infectado e assim sucessivamente...eu acho.
-Hm...eles...sentem que estamos aqui?
-Ainda não sei...por isso que vigio,mas não se preocupe-sentou do meu lado-eu tenho armas e muita munição,esta protegida aqui.
Dei um pequeno sorriso,ele levantou e foi para a janela novamente.O radio dele apitou,uma voz masculina falhava.
-Leon S. Kennedy,prossiga!
-S...Kenn...Chris Redfield...na escuta?
-Sim,pode falar!
-Esta um...caos aqui...estou...-o radio começou a chiar
-Repita Redfield!-Leon aumentou o radio
-Es...estou...preciso...onde você esta?
-Está falhando muito Chris,estou num prédio agora abandonado,centro de Raccon City,cambio!
-Vou até...ai...me...encontre...no...da ponte...
-Aonde?!Repita Redfield!
Ficou chiando por alguns segundos e o Redfield nao disse mais nada
-Acho que ele quer que o encontremos...
-Certo,deduzi que ele quer que vamos para o começo da ponde de Raccon!
-Mas,aqueles monstros lá fora?!
-Teremos que enfrentá-los!
-Que?!
Ele tirou uma arma do cinto e se aproximou de mim
-Sabe usar?
-Não!
-Tah...-ele pensou-...fique com essa arma,aqui atira,e em cima destrava,cuidado para não machucar!-ele colocou a arma na minha mão e saimos.
Descemos as escadas correndo, mas sem muito barulho,ele estava mais rápido que eu,percebi que algumas marcas de sangue nas paredes, até que desci mais e vi um homem morto estraçalhado,os pedaços estavam espalhados,olhei para os lados rápido e nao vi mas Leon,comecei a escutar gemidos dos "mortos vivos" aquele que estava estraçalhado agarrou meu tornozelo,puxei o ar para gritar e Leon tampou minha boca antes do grito sair,ele me virou para si ,para o peito dele e atirou na cabeça do "morto".
Continuamos a descer,mas agora com Leon segurando minha mao,chegamos lá fora,deixei a arma cair,eu não tinha nem jeito de pegar.Devia ser madrugada,a escuridão tomava conta de tudo,escutamos barulhos de coisas quebrando,Leon me pôs atrás dele
-Acho que você vai usar a arma...-ele disse baixo.Puxou meu braço e me colocou na postura para atirar - Assim...olhe para a mira...-ele tinha ido para trás de mim

- Entendeu?
-Acho que sim...
Andamos mais,estávamos numa praça o vento batia na arvore e ela balançava,o som de vento zunindo estava me fazendo tremer.A chuva estava pouca, mas gelada,olhei para Leon,que estava em minha frente,e ele estava respirando rápido e parecia cansado,segurei na blusa dele quando ouvi um barulho,ele também escutou, posicionei a arma e ficamos um de costas para o outro,quando vimos, mais "mortos vivos"estavam chegando,nao andavam rápido nem devagar(eram zumbis!).Leon começou a atirar em alguns,eu atirei também mas errei(novidade)
-São muitos e estão chegando mais perto!!-Leon gritou
-Estou vendo!
Eram tantos que um derrubou minha arma e me puxou pelas pernas,Leon estava fugindo da minha vista,gritei sendo arrastada pelo chão,senti as pedrinhas no asfalto cortarem minha pele,tentei me segurar com as unhas,mas nada.Até que escutei tiros,vi que o que estava me arrastando teve a cabeça estourada,vi de novo Leon,só que estava com uma escopeta,me levantou com um braço,atirou no resto que estava em volta e saímos correndo.
Encontramos uma moto,meus arranhões doiam,gemi um pouco de dor
-Você esta bem?-Leon virou meus braços olhando os arranhões
-Sim...vamos sair daqui!
Não sei como ele conseguiu ligar a moto,mas conseguiu.Tudo estava uma zona, me impressionei de que como foi rápido a destruição de tudo,carros batidos e revirados,milhões e milhões de pessoas mortas fora os "mostos vivos"que Leon acabou atropelando alguns.
-Leon eu perdi sua arma!-ainda estávamos na moto a caminho da ponte
-Não tem problema ...
Chegamos na ponte,descemos ,mas percebemos que Redfield ainda nao estava ali,Leon pegou o radio e tentou chamá-lo mas ele nao retornou
-Damn!-ele reclamou

Continua...


avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:33 pm

Capítulo 2



Barulhos de tiros e que parecia uma serra elétrica estavam mais perto,até que um homem,de cabelos negros curto,parecia ser um agente como Leon,apareceu
-Chris!!-Leon gritou
-Leon vamos sair daqui!!-Chris parecia cansado
-O que esta acontecendo?!
-Vários...(pausa para respirar)...vários "zumbis"estão vindo armados e um com uma serra elétrica,atirei no mesmo mas nao adiantou nada!
quando ele a frase,os "zumbis"que ele falava apareceram por entre a escuridão daquela ponte,Leon me levou para trás dele e se preparou,Chris carregou a arma.Foi uma doideira só,tive que me esconder atrás de um carro quebrado,antes disso Leon me deu uma arma(onde será que ele arranja tanta arma?:?)ele e Chris nao paravam de atirar,os tiros estavam me deixando com dor de cabeça.
Um "morto vivo"ou "zumbi"estava se aproximando de mim,destravei a arma(na sorte)e levantei mas quando olhei por entre a mira vi que era meu primo
-Ramon...-era ele mesmo,sangue escorria pela boca dele,olhos vermelhos,pele pálida...morto.Comecei a tremer ainda com a arma apontada,ele queria me pegar
-Gael atira!!-Leon gritou
Fiquei um tempão olhando para meu primo,ouvi Leon me gritar,mas meu corpo nao respondia,Ramon chegou mais perto se preparando para me pegar
-Gael!!!
Fechei meus olhos e atirei.Senti o sangue espirrar em mim,eu estava abaixada e cai de joelhos sem percebe,Chris jogou uma bomba e acertou o "zumbi"que estava com a serra elétrica.
Leon correu até mim,eu estava paralisada,minha mao tremiam e minha mente travou como um computador com memória ruim,o corpo de Ramon estava caido do meu lado,Leon se agachou
-Gael?-tirou a arma da minha mao,estava colada como um velcro,ele levantou meu rosto com as duas mãos,todo meu corpo ainda estava lento

- Gael,já passou,esta tudo bem...-ele limpou o suor da minha testa tirando a franja do olho.
Tirei as mãos dele de mim e olhei para Ramon na chão,minha única reação foi chorar desesperadamente,me joguei na barriga dele e chorei mais por entre meus braços,Chris se aproximou guardando a arma,Leon se levantou
-Quem é ela?
-Eu a salvei...-ele se abaixou de novo e me tirou no corpo de meu primo - Vem Gael,vamos embora...



Fomos até o carro de Chris,era uma pick-up,então só tinha dois lugares,ficamos apertados mas tínhamos que ir.Meu pulso estava dando pontadas e doendo muito,mas certo pelo modo que eu peguei na arma,se nao segurar uma arma com força pode-se machucar o pulso ou a arma ir para direto na cara.O silencio reinava dentro do carro,nós três estávamos assustados,provavelmente eu estava muito mais do que eles.
-Para onde vamos Chris?-Leon perguntou
-Precisamos parar em algum lugar...sumir daqui...nao sei.-Chris parecia muito preocupado pelo que vinha pela frente.
Paramos num lugar humilde,com casas simples.Mas tudo estava deserto,deviam ter ido embora sabendo do acontecimento no centro de Raccon City.Leon e Chris arrombando uma casa trancaram com uma madeira a porta,pois podíamos nao estar sozinhos.Sentei-me no sofá me sentindo enjoada por causa da dor em meu pulso.
-Deixa eu ver...-Leon pegou meu pulso devagar,viu que estava aberto - Chris me dê alguma coisa ai,vê se tem algo de prontos socorros na casa!
Chris foi procurar,Leon estava vendo o estado de meu pulso,eu virei meu rosto e senti minha lagrimas descerem
-Ele...era o que seu...?
-M-meu primo...-passei meus dedos nas lagrimas para tentar parar o choro.
Leon nao quis terminar a conversa e Chris apareceu com uma caixa de antibióticos.Chris enrolou um pano no meu pulso e Leon ficou limpando sua escopeta,acabei dormindo depois no sofá mesmo e senti Leon me cobrir.
-Chris...você sabe o que ou quem esta causando tudo isso?
-Bem...-ele tirou uma foto do bolso-Esse é Osmund Sandler ,chamado de Lord Sandler,líder de uma comunidade "religiosa",passaram para mim que é ele quem tem controlado os "zumbis",ele é o próprio vírus!
-Só isso que te passaram?
-Sim...vim para cá esperança de saber mais sobre esse cara,ele esta num castelo abandonado muito longe daqui fora de Raccon...-Chris olhou para mim-...e ela?
-Teremos que levá-la com a gente...
-Hã?!
-Sim...nao tem mas nada nesse lugar,celulares nao funcionam,só rádios e muito mau...
-Mas ela vai nos atrapalhar ,temos que deixá-la em algum lugar!
-Nao podemos deixá-la por ai!-ele aumentou um pouco a voz e eu me mexi,falou mas baixo-Eu a ensino a atirar,até encontrarmos a família dela.
-Está bem,então...(é claro também que ele nao vai me deixar,sou a principal poxa!XD)
Acordei de madrugada,ainda cansada me levantei devagar e vi Leon cochilando no outro sofá,Chris estava na janela apoiando a cabeça na mao,quase caindo de cansaço
-Chris!-o balancei
-Hã!oi?
-Você esta dormindo sentado,vai dormi no sofá!
-Não, só quando Leon acordar,tenho que vigiar!
-Hum...-me sentei no beiral da janela,Chris olhava a hora no radio,olhei para ele e Leon e pensei"Poxa estou cercada de gatinhos!"ri por dentro e balancei a cabeça
-Quantos anos tem?-ele puxou conversa
-18...
-Hum...
-Você também é agente federal?(dã!nao é padeiro!)
-Sim...eu e Leon trabalhamos no mesmo lugar,somos parceiros...
Leon se espreguiçou e coçou a cabeça bocejando
-Bom di...nao deixa!
Eu e Chris rimos baixo
-E então o que vamos fazer?
-Iremos para o castelo de Sandler...
-E faremos o que?mataremos?
-Sim,ele é um monstro e nao pensaria duas vezes em nos matar!
-Ta né,então vamos logo acabar com isso!mas primeiro!
Leon me puxou e me levou até o quintal na parte de trás da casa,pegou a arma dele,foi para trás de mim colocou a arma na minha mão e segurou meu pulso,meu dedo estava no gatilho.
Senti meu rosto corar por ele esta atrás de mim
-Pra quê esta fazendo isso?
-Quero te ensinar,vamos para um lugar perigoso e terá que se defender...
Ele continuou me ensinado,os alvos eram alguns vasos de plantas,acertei dois,já era um começo.Fomos para a pick-up,encontrei antes de ir,alguma coisa de comer na dispensa(um pacote de biscoito e um refri...quanta coisa)Tive que dividir com os dois,os comilões quase nao deixaram nada pra mim.
A viagem estava me cansando,como eu estava no meio,eu queria deitar no ombro de alguém,ma me controlei.Paramos para Chris..."soltar uma água",sai do carro pois estava muito calor,Leon também saiu,mas olhei para o mato no chão e vi marcas de sangue,rastros de pegadas,fui seguindo os rastros e acabei chegando num riacho,minha boca abriu quando vi varias pessoas boiando,puxei o ar para gritar mas tampei a boca,vi alguns "zumbis"saindo da água e vindo na minha direção,eu estava sem arma e indefesa então resolvi fazer uma coisa
-Leon!!!Chris!!!-gritei o mais alto que pude
Fui me afastando devagar os dois chegaram logo
-Leon nao podemos gastar balas!-Chris gritou
-Então corre!!
Corremos,o carro parecia estar longe,mas era nosso medo que fazia ele ficar longe.Alguns "mortos-vivos"tinha...sei la,tentáculos saindo pela boca,era o que parecia,também tinha dentes nos tentáculos,uma coisa horripilante.Eles sabiam correr,entramos no carro.quando Leon fechou a porta a coisa,ficava mordendo o vidro da janela e escorria sangue que saia dos tentáculos.
-Vai Chris liga o carro!!
-Estou tentando!!
Até que Leon se encheu abriu o vidro e deu um tiro no meio dos tentáculos da coisa,mas antes de morrer arranhou braço de Leon e finalmente Chris conseguiu ligar o carro.
Com nós nervosos e respirando rápido,vi Leon olhar para minha mãos tremendo e pegou nela
-Fica calma...-só com a voz dele me acalmei
Com cinco horas de viagem,me rendi ao sono e acabei deitando no ombro de Leon.Acordei vi que estávamos num lugar parecendo do século XV,com casas antigas e fazenda,estava deserto.
O vento estava fazendo o lugar ficar mais sinistro,um cachorro estava preso numa armadilha,Chris ajudou e quando o cachorro saio correndo olhamos na direção dele e vimos que as pessoas ali viviam como pessoas do século passado,vivendo de colheita e trabalho escravo.Escutamos barulho de fogo,numa arvore com o tronco grosso,nos escondemos atrás dela,Leon olhou pelo seu binóculo
-Chris,estão queimando alguma coisa...
-Deixa eu ver!
Tinha uma mulher que estava jogando mais lenha para o fogo ficar mais feroz.Chris disse que tinha um mastro e nele estava um homem amarrado
-Leon...e o primeiro ministro
Tah,isso foi um choque para gente,para quê eles mataram o primeiro ministro?!
-Mata-no!!!

Olhamos para trás e era uma mulher(zumbi)apontado para nos,outros mais escutaram e vieram com foices,facões e pás.Saímos correndo(novidade de novo) entramos em uma das casa velhas

-Gael se esconda nesse armário!

Tinha uma armário enorme sem nada (porque estava sem nada?).40min depois,eu só ouvindo os tiros e bombas sendo jogadas,um silencio tomou conta,abri a porta devagar e vi alguns mortos...mortos no chão,passei por entre eles e nao vi Leon nem Chris,olhei pela janela la embaixo e também nada,os vidros da janela estava quebrado como a porta estava trancada,pulei a janela e acabei cortando a perna no vidro,mas foi um corte pequeno,fiquei com pena dos animais mortos quando desci.Já estava ficando com medo,subi uma escada que tinha no celeiro feio,e eles também não estavam la em cima,mas quando eu estava descendo a escada senti minhas pernas sendo puxadas,dei um grito nao muito alto e comecei a bater em quem estava me puxando

-Calma!Calma!nao grita!-ele estava me segurando nos ombros

-Chris...-o olhei quase chorando - Aonde vocês estavam,cadê Leon?

-Esta na "inglesia"tentando abri-la...

-Mas porque sumiram?!

-Eram tantos que tivemos que sair da casa,Leon achou que você ficaria segura lá dentro...

-Chris consegui!!-Leon gritou chegando perto da gente,fui até ele batendo o pé

-Nunca mas me deixe sozinha,eu nao sei me defender,vocês ouviram!!-falei alto com os dois e fui para a "ïnglesia",esperei de braços cruzados no lado de fora(porque também estava com medo do que tinha la dentro)e os dois vieram.Eu fiquei com raiva mesmo,nao queria gritar com os dois mas meu medo fez com que eu ficasse com raiva.

A "inglesia"era pequena,muito pequena,tinha um sótão que nele ia para um outro lado mais estranho do que o de antes.Tinha um celeiro grande,abandonado também(era o que parecia).Leon e Chris estavam preparados para o que der e vier Leon ficou atrás de mim e eu no meio dos dois.

Chris abriu o portão do celeiro de devagar e ainda bem que nao tinha ninguém.Eles trancaram com madeiras e ferros,caso "alguém"resolvesse entrar,me sentei num montinho de femo e respirei fundo,os dois sentaram também

-Queria que tudo voltasse ao que era antes...-eu disse para os dois ouvirem e

apoiando o queixo nas mãos,eles concordaram resmungando.Nos três ficamos deitados

acordados,Chris estavam com os braços atrás da nuca e Leon com as mãos na barriga,eu estava no meio,olhei para os dois sem me mexer,e pensei:já que estávamos ali sem fazer nada,com medo,puxarei conversa para quebrar um pouco aquele clima chato.

-Então...quantos anos vocês tem?-Chris parecia mais velho pela seriedade,Leon nem tanto mas era um pouco serio

-21...-Leon respondeu

-21...-Chris também respondeu serio

-Tah...mas quem é mais velho?

-Eu sou mais velho meses!-Chris disse com ar de riso

Os dois ficaram brincando falando que um era mais velho que o outro.Eu também estava rindo,mas me lembrei a minha família,das brincadeiras e risadas,uma lagrima desceu no meu rosto e Leon viu

-Porque esta chorando?

-Nada...-limpei a lagrima

-Vai ficar tudo bem...-Leon cruzou os dedos nos meus

-É...tudo vai passar,você vai ver!-Chris também segurou minha mão.Sorri para os dois.Me senti segura entre os dois,mesmo nao conhecendo-os direito,acho que eles poderiam ser meus amigos.Acabamos dormindo,estava frio,acabei sem querer(ta bom ;p)chegando mais perto de Leon,mesmo assim fiquei me revirando e nao consegui dormi,estava com muito preocupada.

Logo amanheceu o sol nao apareceu foi a chuva,acho que até o tempo estava com medo.Me levantei bem cedo,morrendo de sono mas nao tinha conseguido dormi,tinha desistido de tentar,olhei para a chuva pela janela e tudo que aconteceu veio a minha cabeça,me sentei e esperei os dois acordarem.

Andamos uma floresta, o sono ainda estava me socando,Leon e Chris estavam a frente de mim eu estava andando devagar

-Vamos Gael,assim nao vamos chegar nunca!-reclamou Chris

-Estou tentando mas estou muito cansada...-esfreguei meus olhos

-Leon...-Chris fez cara de "Pô,e ai?"

Leon parou se agachou de costas para mim e pediu para me subir nas costas dele,me segurou pelas cochas cansada como eu estava deitei minha cabeça perto da nuca dele,no ombro.senti meu braço cair quando cochilei,eu devia ser leve,porque ele nem reclamou,mas teve uma hora que escutei Leon falar baixo

-Chris a gente reveza tah!



Alguns minutos depois,eu já estava nas costas de Chris,ele se balançou para me acorda
-Gael acorda!
Abri os olhos e a primeira coisa que vi foi os dele,azuis escuros me olhando serio
-Chegamos?-ele estava me colocando no chão
-Sim...esse é o castelo de Sandler...
Olhamos para cima,estávamos numa ponte de pedra,o castelo era imenso,antigo de cores mau tratadas pelo tempo,um portão enorme com pontes levadiças,um barulho estranho fez eco naquela imensidão,senti meu coração acelerar fui direto para trás de Chris
-O que deve ser isso Chris?-Leon perguntou tirando a arma do cinto da perna
-Nao sei se quero saber...
Fomos até a frente do castelo,olhamos para trás e vimos que vários "zumbis"estavam vindo com tochas e foiceis,subimos a ponte rápido
-Hijos de put...!-escutei um deles dizendo
Dentro era feito de pisos antigos pelo chão e pinturas nas paredes também antigas,um tapete vermelho tinha na entrada passando pelas escadas até naoseiaonde,parecia estar no castelo todo.Quadros nas paredes mostrava como Sandler era feio e se acha o demais.
Essa jornada estava me enchendo,primeiro parecia que Chris nao gostava de mim pois toda hora reclamava que eu estava demorando a andar,que eu ia atrapalhar eles que o perigo maior estava por vim e que na hora nao daria para me defender,então eu resolveria isso logo
-Eu vou embora,vou voltar!
-O que?!-Leon
-Agora nao dá criança!-Chris se meteu
-Nao me chame de criança!-o encarei -Não agüento mas isso tudo,quero minha paz de volta,quero minha família perto de mim e vou voltar!!
-Nao pode!-Leon segurou meu braço
-Posso sim,Chris nao gosta de mim e nao estou a fim de aturá-lo,estou atrapalhando vocês e vou sim!!
Sai batendo o pé,mas quando eu ia chegando perto da porta um "morto vivo"muito grande derrubou a porta,aquele portão enorme que eu te falei? é! derrubou com as mãos o que eu fiz?voltei correndo para os dois,tiros de pistola nao estava adiantando no monstro,outros "zumbis"apareceram por trás dele,saímos correndo,como Leon e Chris estavam sendo mas rápido que eu,senti nas minhas costas uma mão me puxando forte,olhei para trás e era um deles(zumbi)deu uma mordida no meu ombro tive que gritar,ouvi um tiro passando rente ao meu ouvido a bala ultrapassou a cabeça do "zumbi".
Cai no chão de quatro,senti alguma coisa rodeado minha veias,Leon me levantou colocou meu braço envolta do pescoço dele,me entregou para Chris e atirou no teto com um lança minas,o teto desabou,mas Leon ficou do outro lado dos destroços que fecharam a passagem
-Leon!!-gritei batendo em umas das pedras
-Leon?!?!-Chris também gritou
-Estou bem,vão atrás de Sandler!!-disse Leon do outro lado
-Encontramos você!!
-Vão logo!darei a volta!!
Pronto!ainda essa!falei tanto mau de Chris e tive que ficar só,com ele.Meu ombro estava doendo demais,minha pernas estavam bambas,eu precisava parar,e até que enfim ele decidiu parar em um quartinho de vassouras e produtos de limpeza,tudo naquele castelo era enorme o "quartinho"também era.

Chris fechou a porta devagar para nao haver muito barulho,sentamos no chão,eu me joguei,estava vendo tudo rodando,com minha mão em meu ombro,o enjôo também estava vindo

-Você esta pálida...-Chris me olhou de rabo de olho com a cabeça torta

-Não é nada...estou bem!-senti minha voz estranha

Ele se levantou e se agachou na minha frente

-Deixa eu ver...-tentou tirar minha mão

-Já disse que estou bem!-empurrei a mão dele

-Para de palhaçada e deixa eu ver!-falou grosso

Ele puxou a gola da minha blusa até ver a mordida,minha veias estava mais aparentes no pescoço ate a mandíbula,minha respiração estava mais rápida e soando frio

-Isso esta feio...-ele disse baixo

Tirou uma seringa do bolso e um vidro pequeno,espetou a seringa na tampa e puxou

-O que é isso?-me ajeitei no chão

-Isso vai fazer você ficar melhor por um tempo...-pegou meu braço arregaçou a manga e injetou,gemi ao espetar

-Mole...-disse ele fazendo cara de desprezo

-Ignorante...-fiz careta para ele e ajeitei minha manga

Abracei meus joelhos e o olhei sentar,era um gato admito,mas eu nao gostava

dele,implicava muito comigo,eu devia ser uma pedra no sapato dele.Com cara feia um para o outro,ele resolveu chamar Leon pelo radio mas nao tinha sinal,o negocio que ele tinha me dado tinha me melhorado um pouco,mas meu ombro ainda estava doendo.Fomos para fora eu estava cambaleando mas nao diria para ele o que estava sentindo.O olhei de costas,só que vi dois Chris,me apoiei com a mão na parede mas fui surpreendida quando a parede se abriu e puxou-me para outro lado-Chris!!!-eu bati na parede,mas nao escutei a voz de Chris.O lugar que eu estava nao tinha luz,meu olhos nao tinham se acostumado.Me agarraram e me deram uma coronhada na cabeça.

Acordei,estava deitada numa pedra e amarrada,balancei os braços tentando sair,mas parei quando vi um homem de capa e capuz na cabeça,cor azul escuro quase roxo,com desenhos antigos,ele tinha um cajado,olhos com cor indefinida e pálido

-Sandler...-sussurrei com olhos arregalados

Ele estava falando com um dos "zumbis"que estava com uma foice,Sandler foi embora e o "zumbi"estava vindo,o lugar que eu estava parecia,eu acho,um templo para sacrifício,a pedra que eu estava deitada estava suja de sangue

-Sacrifico...-o "zumbi"dizia repetidamente baixo.Largou a foice,pegou um facão e começou a me arranhar,o sangue no meu braço pingou na pedra,gritei de terror e dor.A faca foi para meu rosto,meu coração disparou,nem acelerou,disparou,nao parei de gritar,chamei Leon,Chris,tudo e na mesma hora pensei: "Pronto vou morrer,essa é a hora!"Meu choro saiu como de um bebe...Senti um sangue espirrar em mim,o barulho da faca caindo me fez abrir os olhos rápido,o "zumbi"estava no chão,tentei puxar meus braço novamente,mas tinha me esquecido que estavam amarrados,virei minha cabeça rápido

-Chris!-o gritei

Ele apontou para o morto,para ver se estava morto mesmo e pegou uma faca no sinto do peito dele,cortou as cordas que me prendiam,Eu me levantei ainda chorando e ensangüentada,o que me veio a cabeça eu fiz...o abracei,mas o abracei muito forte,minha lagrimas desceram mais,segundos depois senti os braços dele me apertarem também,.Ai você me pergunta: ué,mas vocês nao implicavam um com o outro,se odiavam?Sim,ainda o odeio,mas ele desde o começo salvou minha vida e também...e também,até parece que se fosse você não faria o mesmo(se você é menina)

Me soltei dele,soluçando,tentei controlar o choro com as mãos mas nao estava adiantando

-Você esta bem?-perguntou tirando minhas mãos do meu rosto.Balancei a cabeça negativamente.Me ajudou a sair da pedra que era alta.

Voltamos pelo mesmo caminho que entrei.Chris me ajudou a andar,iríamos sair daquele castelo,a situação estava critica,precisávamos do Leon,precisávamos de reforços.



-Chris...vamos parar um pouco...

-O que esta sentindo?

-Meu corpo dói,o enjôo esta aumentando...-me encostei numa mesa-...Chris...eu vi Sandler

-Viu?!Para onde ele foi?Ele falou alguma coisa?Voce descobriu alguma coisa?

-Não,calma...nao sei,ele falou alguma coisa com um deles e foi embora eu não vi!-enquanto eu falava minha voz estava falhando

-Tenho que falar com Leon,Sandler esta planejando alguma coisa pior do que eu pensava!

-Umhum... –comecei a revirar meus olhos,estava preste a desmaiar,me segurei mas forte na mesa para não tombar,Chris estava falando ,mas fui escutando a voz dele ficando mais baixa,minha vista estava escurecendo,quando vi apaguei.Chris me sacudiu,meio que abri os olhos mas não tinha controle do meu corpo e não conseguia ficar em pé,consegui acordar mas,meus olhos ficaram avermelhados,vi Chris e me deu vontade de matá-lo,meu sangue ferveu e eu o enforquei ,apertei tanto o pescoço dele que senti suas veias nos meu dedos,Chris fez força para tirar as minhas mãos dos pescoço dele,mas eu não estava em mim,algo me controlava ,até que Chris me empurrou forte e eu fui parar na parede,voltei em si,passei a mão na cabeça porque sentia dor ao bater na parede,vi Chris buscar o ar de volta,se apoiou não joelhos se acalmando.

Me encolhi no canto,e me escondi entre meus joelhos,estava com vergonha do que fiz,mas não consegui me controlar,algo me fez fazer aquilo

-Me desculpa...me desculpa...Chris...-eu disse baixo,quase chorando.

Escutei os passos dele chegando perto de mim-Ei...-ele puxou meus braços e me fez olhar para ele,levantando meu rosto,com meus olhos cheios d’água,me segurei pra não chorar

-Não chora,eu estou bem...

-M-mas eu te machuquei!

-Nao,estou bem,vamos...vamos sair daqui!

Ele me levantou,e saímos do castelo.Andei mancando,Chris perguntou se eu queria ajuda,mas neguei,eu poderia andar sozinha.Andamos mais e vimos uma casa,digo,uma cabana,Chris me pois atrás dele e se preparou,abriu a porta e um "zumbi" saiu la de dentro e quis no atacar,Chris atirou e acabou com isso.

O ajudei a fechar a porta(sabe no que ajudei?peguei uma madeira...só).Mas quando fiquei atrás dele esperando trancar a porta,ou se precisasse de algo,só que uma coisa inesperada aconteceu...quando ele se virou,nossos corpos se encontraram ficamos nos encarando uma para o outro,mas bem de perto mesmo,senti meu coração da um pulo,acho também que meu rosto corou,desviei o olhar, dei um mini sorriso para ele e sai para o lado para ele passar.

Escureceu,Chris estava nervoso pois o radio nao funcionava,ele estava sentado no sofázinho,passando a mão na cabeça toda hora de nervoso(nervozinho ele em...).A chuva apareceu,o frio também,me encolhi no sofá,como nao tinha TV,fiquei olhando para o nada,Chris apareceu com um copo de suco



-Aonde você arranjou isso?-perguntei

-Tinha umas frutas na geladeira,vi que nao estava podres entao fiz isso ai!-sentou do meu lado

-Esta bom!

-Valeu!

Um silencio tomou conta,so escutava a chuva e a boca passando no copo e engolindo o suco.Vi que ele me olhou de rabo de olho rapido,encostou as costas no sofá,e respirou fundo,eu estava de pernas para cima do sofá e me ajeitei mais,nao sei porque mas eu estava me sentindo...como vou dizer...inquieta perto dele.Só que nao aconteceu nada,ele se levantou ,pegou meu copo,que eu ja tinha acabado e levou para cozinha.

Naquela cabana nojenta,só tinha um sofá,uma miséria de cozinha e um banheiro,cochilei mas acordei quando ele sentou no sofá,esfreguei meu rosto e ajeitei meu cabelo,eu estava arrepiada de frio,e encolhi mas, olhei para ele,ele estava carregando a arma

-Esta com frio?-perguntou sem olhar para mim

-Um pouco...-(um pouco eu estava morrendo de frio!!)

-Esta arrepiada...-como ele viu meus pelos arrepiados se o sofá nem era tão pequeno assim?!

-Rs...-dei uma risada sem graça

Passou duas horas e nós estavamos sem assunto,até que ele acabou dormindo,estava bonitinho dormindo,nem roncava!o frio estava aumentado,eu estava com uma blusa de manga comprida mas de bermuda.Uma coisa engraçada aconteceu,a cabeça dele caiu por causa do sono,e eu ri baixo,ele riu tambem .Um pingo caiu na minha cabeça e escorreu para meu rosto,é... a cabana tinha goteira,ele empurrou o sofá,colocou um balde que nao sei aonde ele achou e sentamos no chão.

Ficamos um do lado do outro,olhando a goteira pingar,era a unica coisa que podiamos fazer.Acabou que ele viu meu queixo batendo de frio e me puxou para perto dele,meus olhos de arregalaram sem que eu quisesse,porque?porque ele me puxou para frente dele,ele estava com as pernas abertas e eu estava na frente dele!

-Agora você nao vai sentir mais frio,com o calor do meu corpo!(E que corpo!...opa eu falei isso?!)

-H-há,o-obrigada...

Meio incomodada,encostei minha cabeça acima do peito dele,senti a respiração dele empurrar de leve minha cabeça,fechei meus olhos,e orei para que nao acontecesse nada alem disso,porque nao estava legal eu na frente dele,mas eu estava com frio ora,o que eu pude fazer?(tah :? ).Dois segundos passou e eu nao consegui dormi,olhei para as pernas dele que estavam dobradas dos meus lados(pernas enormes né).Me levantei



-Que foi?-perguntou

-Nada...é que...nao me senti confortável,ai!-apontei para as pernas dele que estava abertas.Ele riu e se levantou,o sorriso de me impressionou,nao tinha visto ele sorrir,serio do jeito que era.Foi se aproximando de mim e eu indo para tras,até que fui interrompida pela parede tras de mim,olhei para cima e os olhos de estavam bem,bem próximos dos meus,ele colocou a mao na parede do lado da minha cabeça

-Tem medo de mim?-ele disse rindo e com uma sobrancelha erguida

-Eu?puf!claro que nao!(atração?sim)

-Entao porque nao dormi?

-Perdi o sono?-sorri sem graça

-Hum...

Ele olhou para meus lábios,e foi se aproximando mais,levantou mais meu rosto com os dedos,pois eu era...baixinha e minha boca se abriu sozinha,fechei meus olhos e senti os lábios dele tocarem nos meus,macios e molhados.Foram dois toques e um afastamento de leve,continuei com os olhos fechados,ao abri o vi sorrir para mim,mas era um sorriso mínimo

-Desculpe...-disse apoiando agora as duas maos na parede.Eu somente sorri tremulamente,e desviando o olhar toda hora,ele mordeu os lábio inferior e deu as costas se sentando no chão.

-Boa noite..eu acho!-encostou a cabeça na parede e fechou os olhos

-Boa...-eu fui agachando devagar ate sentar no chao,agora ele estava numa parede na minha frente e eu na frente dele.Minha reação?era sorrir por dentro sem que ele visse,mas eu ainda nao gostava dele,lembrasse disso! ele me irritava e me irritou quando me beijou,por isso que decide ficar longe.(até parece).

Amanheceu e o sol decidiu aparecer também,meu corpo nao estava legal,estava dolorido.Me levantei e não vi Chris,andei pela cabana e o vi la fora,ele estava falando com Leon

-Aonde você esta?!-Chris

-Eu que pergunto!estou fora do castelo e vocês onde estão?!-Leon

-Estamos numa cabana a 4km do castelo!

-Vou pra ai!esperem!

-Certo,cambio e desligo!

Ele me viu e sorriu.



-Bom dia finalmente!

-Leon esta vindo?-perguntei mas eu já sabia

-Sim,e vamos embora daqui...

-Que bom...-eu não disse muito animada

-Que foi?-ele chegou mas perto

-Dor no corpo...

Ele colocou as costas da mao no meu pescoço

-Esta quente...esta com febre,não se preocupe-ele tirou uma cartela de comprimido do bolso(pow ele tinha tudo!)-Tome isso aqui que vai melhorar um pouco!

-Não gosto de comprimidos!

-Então vai ficar com febre!

-Que fico!mas não engolirei isso!-dei as costas,porque eu estava brigando com ele?eu adorava fazer charme!Me sentei numa cadeira e cruzei as pernas,esperando Leon chegar,estava doida para ir para casa.

Chris me olhou serio e cruzou os braços na minha frente

-Não vai tomar?

-Esta preocupado comigo porque?

-Esquece!que fique com febre!

-Ótimo...eu agüento!-virei a cara com desprezo

Ele encostou na parede brutalmente e também virou a cara com raiva.Eu disse pra você que eu ainda não gostava dele!

40 min. se passou e Leon bateu na porta,corri para porta,mas Chris me empurrou com uma das mãos e fez cara de que dizia”Só eu sei abri”(imagine isso com voz de taquara rachada).Quando ele abriu Leon apertou a mao de Chris com alivio e eu o abracei,vi a cara de Chris quando o abracei,ele ergueu uma das sobrancelhas e apertou a boca.

-Porque você esta toda machucada?-Leon perguntou

-È uma historia muito longa...-eu estava segurando a mão dele

-Mas a parte mais importante e que ela viu Sandler!-(poxa eu não era importante? L)

-Ótimo! E para onde ele foi?

-Não sabemos,ela não viu...-me olhou como se dissesse: ”Prestou para nada!”

-Hum...mas que bom que ela esta bem...-Leon cruzou os dedos nos meus,e eu fiz cara de metida e sorri.

-Mas,como vamos sair daqui sem carro?!-Chris cruzou os braços

-...-Leon pensou - Você não viu nenhum carro ou moto por aqui?

-Bem eu vi uma carro velho enferrujado aqui perto,mas acho que não funciona!

-Tentaremos concertar!

Fomos procurar o carro,era uma pick-up(porque,porque sempre uma pick-up?!).Estavam demorando para concertar,eu estava sentada num latão virado para baixo balançando as pernas,quando ouvi um barulho vindo do mato,desci rapido do latão e corri para perto dos dois,pegaram as armas e esperaram,saiu do mato quatros “ zumbis” com feriadas aparecendo e escorrendo sangue,vieram devagar se arrastando para nos,tinha um deles que era maior que os outros e tinha uma peixeira.

Chris começou a atirar com sua escopeta,nos outros mas o maior não estava adiantando atirar ele tinha um pano na cabeça que o protegia(como que um pano protegesse alguma coisa!).Leon carregava a arma toda hora,mas era inútil,estávamos nos afastando para qualquer coisa correr o maximo que pudéssemos.

-Leon o que vamos fazer!?!

-Essa eu não sei!!

Olhei para os dois,sem saída nos estávamos,olhei para um galão de gasolina que estava perto do latão que eu estava sentada antes,respirei fundo,corri,peguei o galão e joguei a gasolina no monstro

-Agora!!

Os dois atiram,o monstro começou a pegar fogo,a pele dele começou a cair ele morreu finalmente.Cai de joelhos depois que percebe o que fiz”Eu sou maluca”pensei.Leon foi o primeiro a se chegar a mim,depois Chris

-Você esta bem?-os dois perguntaram juntos,até se olharam por causa disso

-S-sim...sim estou!

Me levantei e coloquei a mao no rosto,e minha mãos começaram a tremer,Leon voltou a concertar o carro,Chris continuou ali perto de mim

-Você esta bem mesmo?

-Não...mas vai passar...

-Esta bem...-antes dele voltar para o carro o segurei

-Chris,não conte para o Leon o que aconteceu comigo no castelo!-disse para ele baixo

-Porque?!

-Porque sim...-olhei para Leon - Só faça isso que te pedi tah!

Ele fez que sim com a cabeça.Eu não queria contar pois,não adiantaria ,ele não poderia fazer nada,quando eu voltasse para casa iria num medico e ele me daria alguma coisa para tirar isso de mim.



avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:36 pm

O carro finalmente funcionou ,depois de 1h tentando concertá-lo.Na estrada esburacada ,eu estava querendo vomitar

-Leon!Leon!para o carro!

Desci correndo,até empurrei Chris,coloquei tudo para fora,mesmo não tendo nada pra colocar,só que teve um momento que saiu um pouco de sangue

-Gael?-Chris colocou a mao em meu ombro

-Me deixa em paz!-o empurrei e voltei para o carro.

Chegamos em Raccon City novamente,no começo da ponte havia soldados ,nos deram uma vacina contra o vírus,me senti melhor depois disso,meu corpo não rejeitou o vírus então não me transformei em um “zumbi”

Fomos para o departamento de agentes especiais,ligaram para meu pai para me buscar.Leon antes de ir se despediu de mim com um grande abraço,agradeci a ele por tudo.Chris demorou a se despedir de mim.

Me sentei la fora num banco para esperar meu pai

-Oi...-Chris se sentou do meu lado,apoiando os braços nos joelhos,dei um pequeno sorriso para ele

-Obrigada...por tudo...-fiz força para dizer aquilo mas disse

-Hm...

Não tínhamos muito assunto,a implicância não deixava e o orgulho também não.

-Tah ... então tchau!-se levantou para ir embora

Me levantei rapido e fiquei na frente dele,pensei não duas nem três e sim quatro vezes no que eu ia fazer,me aproximei para beijá-lo,mas não fiz,o abracei,ele também retribuiu o abraço deitando o rosto na minha cabeça.

O soltei e dei um tchauzinho ainda de perto com um sorriso totalmente sem graça e ouvi meu pai buzinar,olhei para trás antes de entrar no carro,meu pai me deu um abraço forte.Indo para casa olhei a paisagem na janela do carro,estava tudo feio mas ainda tinha paisagem,lembrei dos três dias que passei com Leon e Chris,me lembrei também do beijo...balancei a cabeça e a apoiei na mao.Apesar de tudo,dos machucados,dos socos do medo...por um lado...foi bom.



avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:37 pm

Três anos se passaram,com 21 anos eu estava.Passei a morar sozinha num apartamento no centro de Raccon City.Arranjei um emprego na academia de policiais,depois de tudo que passei ache...legal arranjar um emprego desse.

Prendi muitos marginais e traficantes,dois meses depois acabaram me promovendo,ganhei uma parceira,Jill Valentine,ela era mis velha,tinha uns 23anos,era experiente em armas,me ensinou alguns macetes maneiros e postura.

Mas meus dias nem sempre eram calmos.Num dia de muito frio,logo o radio da policia nos chama,era um acontecimento num shopping,uma mulher foi encontrada morta perto e algo de estranho acontecia,precisavam da gente.

Jill se arrumou na minha casa,pois sempre íamos no carro dela,era um jipe verde escuro.O shopping estava com poucas luzes acesas,o policial Grey Ville que nos esperava,disse que as portas automáticas não se abriam -Rram!darei um jeito! –Jill riu e logo foi tentar abri-las,olhei para trás pois ouvi um carro chegando,vi que era um Audi R8 prata ,fiquei esperando para ver quem era

-Ah,não...-eu disse baixo.Porque da minha decepção?

Vão saber...

-O que esta fazendo aqui...Chris?!-coloquei as mãos na cintura

-O mesmo que você! Bom te ver também!-disse ele

-Essa é minha área...-o encarei

-Ei,calma!viemos aqui a trabalho,relaxem!-Leon interrompeu

-Tudo bem,mas se ele nos atrapalhar eu atiro!

-Ué?ja sabe manejar uma arma?cuidado com a mão!-deu um sorriso irônico

Rosnei de raiva e dei as costas entrando no shopping,os dois foram na nossa frente

-O loirinho é um gatinho em!-Jill disse baixo ao meu ouvido

-Não começa Jill!

Preparamos nossas armas,olhei para Chris que estava abaixando o som do radio,estava mais bonito com um uniforme preto...hã?!eu disse isso?é-é...quis dizer que ele estava mais irritante.

O shopping estava uma bagunça,grande,não enorme que era,não seria fácil achar o problema...ou seria?Passamos pela praça de alimentação vimos que tinha pessoas mortas

-Leon...-o cutuquei

-Eu sei...

Era o vírus atacando de novo,os mortos estavam com mordidas e hematomas,olhos brancos e pele pálida...estava começando tudo de novo.Nos trouxeram a notícias que Osmund Sandler tinha sido morto depois que voltamos,mas não sabíamos se era verdade e se era o vírus ainda estava vivo,atacando a cidade novamente.



De repente todas as luzes se apagaram,as únicas luzes ,eram de nossas armas.Nosso destino era encontrar o dono do shopping que estava.Andamos mais e una “mortos-vivos” tentaram nos atacar,estava bom demais para ser verdade,sangues espirrando,os “mortos”,canibais,mas explicado,com sede de matar e comer...não sei até hoje não entendo direito como ele são,mas eu resumo que só querem matar.

Subimos as escadas rolante,que óbvio não estavam funcionando,em cima tinha mais lojas de todos os tipos ,Japonesas,Mexicanas,até Irlandesas!Passei perto de uma loja de sapatos iluminei com a minha lanterna e vi cada sapato lindo

-Gael!Não viemos aqui pra isso!-Jill reclamou

-Calma já vou deixa eu só namorar mais um pouquinho esse sapato aqui!

Jill bufou,e ficou me esperando atrás de mim.Leon e Chris abriam as portas das lojas para ver se estava tudo certo,como eu vi que estava tudo calmo entrei na loja de sapatos

-Gael,o que esta fazendo?!

-È rapidinho!

Entrei e namorei mais sapatos,só não guardei minha arma caso..se sabe.Mas quando eu estava chegando perto do balcão que em baixo tinha umas sandália escutei alguém gemer,fui bem devagar,era uma mulher se arrastando não vi o rosto dela

-Você esta bem senhora?

Perguntei na esperança dela não estar...”morta-viva”,ele se levantou com os olhos abaixados fui me afastando devagar ela andava normal,mas não respondia nada,mas me distraí com um barulho la fora e olhei para trás quando a olhei de novo ela tinha um ferro na mão(aonde ela arranjou aquilo?!)derrubou minha arma com ele e bateu em meu rosto que cortou minha boca que na mesma hora sangrou ,me desequilibrei mas me segurei numa prateleira a derrubei na frente dela,consegui ver os olhos dela finalmente e vi que estavam vermelhos e não brancos ela tinha um sorriso aterrorizante,estava cheia de hematomas como os outros mas andava normal(mais ou menos)

Lembrei que tinha uma outra arma na minha canela,a peguei rapido e dei um tiro certeiro na testa dela,com a arma ainda apontada em dois segundos fiquei paralisada,olhei para os lados e escutei barulhos de tiros ,andei rapido para fora da loja e não vi mas Jill nem os outros

-Jill!!Leon!!

Os gritei mas escutava mais tiros,com minha arma preparada me escondi por entre as colunas,limpei o sangue da minha boca e senti minha bochecha doer.O som de tiros parou,mas agora eu escutava passos,estavam chegando mais perto de mim,sem eu querer minha respiração aumentou olhei para cima e apontei para o lado esquerdo da pilastra e atirei

-Ei!cuidado!!-era a voz de Chris

-Chris...-engasguei depois que disse o nome dele e apontei a lanterna para o rosto dele

-Aonde você estava?!

-Eu que pergunto!!-ele se aproximou de mim-O que ouvi?-passou o dedão no pequeno sangue que tinha no canto do meu lábio

-Me...perdi...-virei meu rosto tirando mão dele- Cadê Jill e Leon?

-Me perdi deles,vários “zumbis”diferentes nos atacaram e nos separamos,achei que você estava com Jill!

-Hm...-respirei fundo e passei a mão na minha franja

-Você esta bem?

-Sim!-disse com tom de arrogância,porque?porque eu sabia que ele ficaria cheio de graça pra cima de mim

-Vamos achar logo o dono do shopping e sair daqui,Leon e Jill eram para o mesmo lugar.

Ele foi na minha frente,verifiquei minha boca para ver se tinha algum dente quebrado,mas não tinha. Amarrei meu cabelo bem no alto com um rabo de cavalo,e prossegui.Eu estava me enchendo com Chris na minha frente,acho que ele me achava uma indefesa e por isso que estava em minha frente,andei mais rapido e fiquei no lado dele,ele me olhou e balançou a cabeça ,escutei uma risada na respiração dele.

O frio estava demais,nossa respiração parecia gelo seco,mas a jornada estava acabando,porque estávamos chegando aonde o dono do shopping estava,quando andei mais rapido pra subir logo na escada,Chris segurou meu braço e puxou e me colocou atrás dele,o vi atirar em um “zumbi”la em cima

-Chris eu sei me defender!!-reclamei

-Até parece...-ele subiu a escada,mas na metade dela entrei na frente dele

-Você me acha uma inútil não é uma pedra no seu sapato talvez?!

-Aqui não é local nem hora adequada para discutir.

-Me responde!-falei mais grosso o encarando

Ele tampou minha boca

-Ouviu isso?

Balancei a cabeça,ele destampou minha boca e subia as escadas fui atras dele.Chris abriu a porta devagar,a sala estava repleta de sangue nas paredes,andamos devagar e vi que o dono do shopping(qual era o nome dele mesmo?ha!sim Domingos Bencke).

Domingos estava no chao,corri para ele

-Senhor voce esta bem?

-...-ele só gemia

-Senhor ?-Chris

Até que ele apontou para atras de nos lentamente,fui mais rapida e atirei num "zumbi" que estava atras de nos iria atacar Chris direito,mias deles vieram,peguei Domingos pelo braço e fui me afastando enquanto ajudava Chris a atirar nos "zumbis",o sangue de Domingos me sujou toda,Chris empurrou um "zumbi" ate a porta e a trancou esperaríamos Leon e Jill ali.

Infelizmente Domingos nao sobreviveu,o virus nao o transformou em "zumbi" mas ele nao resistiu aos ferimentos.Chris e eu esperávamos Jill e Leon,me sentei na poltrona e Chris se encostou na mesa,minha blusa de manga comprida que ia até os nós dos dedos preta ,estava agora com manchas de sangue,apoiei os braços nos joelhos e passei as maos na cabeça me senti horrivel por nao ter conseguido salvar o Domingos.

-Gael...-Chris se agachou na frente de meus joelhos

-Estou bem...só com dor de cabeça...

-Nao poderíamos fazer nada por ele,ele estava muito machucado...-colocou a mao no meu joelho

-Poderíamos sim,nao chegamos a tempo pra salva-lo,eu nao cheguei a tempo,sou uma inutil...

-Para de falar isso voce nao é inutil,se fosse nao te promoveriam pra esse departamento,se fosse inutil nao salvaria minha vida agora pouco...

-Para com isso Chris!-empurrei a mao dele-Voce mesmo me acha inutil e agora quer me elogiar?!Qual seu problema?Gosta de zombar de mim?!

-Zombar?Estou te elogiando te animando!

-Eu nao preciso que me anime!-me levantei e ele tambem-Eu preciso que fique longe de mim,nao preciso de voce!!-o empurrei e fui para janela.

Depois de alguns minutos Jill e Leon chegaram,Jill se agachou e viu o Domingos

-Droga!-Leon reclamou-Ja estava morto?

-Nao,chegamos aqui ele ainda estava vivo,mas nao resistiu aos ferimentos...-Chris

Leon olhou para mim que estava na janela com os braços cruzados e se aproximou

-Machucada de novo?-passou o nos do dedo na minha bochecha

-Hm...-dei um mine sorriso para ele

Ele me puxou e me deu um abraço,vi Chris revirar os olhos e ir para perto de Jill.No departamento de agentes especiais,fui direto para a enfermaria,mas nao estava tão ruim assim.

Eu estava sentada na maca,olhei para a janela e vi Chris conversando com a enfermeira,balançou a cabeça e me viu,virei meu rosto rapido,para dizer que nao estava olhando para ele.Ele veio até mim e encostou na porta

-Olá!

Desviei o olhar e nao o olhei nos olhos

-A enfermeira disse que você esta com um pouco de febre...

-Hm...veio me zombar,por eu ser fraca e por ter me machucado?

-Vim ver se você esta bem,mas ja vi que esta!

A maca era alta,entao balancei as perna dizendo que nao estava ouvindo-o.

-Quer que eu te leve para casa?Jill e Leon ja foram embora?

-Nao vou de onibus,e você nao sabe onde eu moro!

-Você me diz,anda vamos!

Tah eu nao queria ir de onibus,eu estava com febre e meu corpo um pouco fraco,entao tive que aceitar a carona do chatonildo.

No carro,nao quis puxar conversa,fiquei o tempo inteiro quieta para nao dar confiança.Assim que chegamos na minha casa,no predio,ele perguntou se podia subir

-Nao!

-Porque nao me oferece um pouco d'agua?

Respirei fundo e o deixei subir comigo.O elevador nao chegava logo e eu nao gostava de estar em um lugar estreito com Chris.

Meu apartamento era pequeno,um quarto uma cozinha dois banheiros um no meu quarto e outro no corredorzinho e uma cozinha.Chris se sentou no sofá e eu fui pegar logo a água que ele queria

-Anda bebe e vai embora!

Ele pegou o copo e enquanto bebia ficou me observando sentar no sofá,me fez perceber

-O que esta olhando?!

-È você que esta na minha frente?então estou olhando você!

-Sem graça...-com a cara ja amarrada a virei

Ele colocou o copo na mesinha de cabeceira e se levantou ajeitando as calças,fiz o mesmo me aproximando da porta para abri-la.Só que quando ia abri a porta ele a empurrou com uma mão me prendendo entre ele e ela"Que droga!"pensei,ele fez o mesmo na cabana e eu sei o que vem depois.Como ele era alto(pra mim era)encostei minha cabeça na porta e a levantei tendo uma visao melhor dos olhos dele.

O pior que nessas horas eu fico nervosa e ele nao fala nao fica em silencio total.Ele foi se aproximando e minha respiração aumentando fechei os olhos e os apertei,quando percebi a lingua dele ja estava encostando na minha e a mao passando pelas minhas costas,pensei em empurrá-lo mas estava sendo mais forte que eu,me deixei levar quando vi estavamos no sofa ele em cima de mim beijando meu pescoço(*ainda estavamos de roupa tah!).Minha barriga ficou fria, os labios dele no meu pescoço estavam me deixando tremula,apertei com minhas unhas o braço dele quando senti uma das maos dele na minha cintura e os dedos por dentro do começo de minha blusa, me incomodei,senti uma lagrima descer do meu olho e um pequeno soluço veio depois,Chris levantou a cabeça

-Porque esta chorando?-limpou a lagrima

-Eu...nao gosto de você...-as palavras falhavam

-Você nao sabe mentir Gael,você me ama!

-Nao...a-amo eu nao gosto de você!-o tirei de cima de mim e dei as costas e coloquei as maos no rosto

-Ja disse que você nao sabe menti!

-Eu nao te amo!!Nao quero me apaixonar de novo!!-gritei

-Hã?-ele ergueu uma sobrancelha

-Fui traida duas vezes pela mesma pessoa,nao confio mais em ninguem e nao quero confiar em você!

-Você nao pode comparar uma pessoa com a outra,nao sou assim!

-Como vou saber...e nao quero saber!vai embora!!-o virei para a porta chorando.Ele me pegou e me abraçou,pude senti o carinho no abraço dele

-Nao sou como os outros...-puxou meu rosto para frente do dele-...vou te deixar em paz...- beijou meu rosto -...good nigth - sussurrou ao meu ouvido.

Quando a porta se fechou senti meu coração também se fechar,sentei no sofá e chorei mais ainda.

Na manhã seguinte 6:15,meu celular tocou era Jill

-Alo...

-Gael...temos uma missão!

-Que legal...-bocejei

-Anda se arrume que estou na portaria!

-Tah...

Tomei um banho,e coloquei com casaco que vinha até o joelho,com uma blusa de manga por baixo,calças jeans e botar até a canela,peguei meu distintivo minha arma e desci.Jill estava do lado do jipe

-Bom dia Jill...

-Caramba que cara horrível que você esta!

-Nao dormi direito...aonde vamos?

-Vamos para as montanhas de Aklay aqui mesmo em Raccon City,me disseram que algo de errado acontece lá.

-E o que de errado nao acontece em Raccon?

Desde que a corporação Umbrella tomou conta,tudo esta uma droga desde entao.( A Umbrella produzia produtos farmacêuticos, armamentos, computadores e outras atividades clandestinas de pesquisa biológica. ).Na viajem paramos primeiro no departamento de agentes especiais,vi Chris e Leon conversando em frente,meio sem graça por ontem,chegamos perto dele e eu estava de cabeça baixa

-Entao Leon o que temos de novo?-Jill perguntou,os dois entraram numa sala.Chris e eu ficamos em silencio um perto do outro

-Dormiu bem?-perguntou

-Mais ou menos...

-Hum...porque sua cara nao esta muito boa.-ele nao olhava para mim

-È...

O vi olhando para os lados e falou baixo

-Esta chateada com o que aconteceu ontem?

-Nao....(eita menina de poucas palavras!)

-Que bom...

-Gael!Chris! venham!-Jill no chamou na porta da sala

Chris fez uma gesto para me ir primeiro

Leon dizia que na montanha Aklay tinha vestígios de "zumbis" e que talvez Osmund Sandler estaria lá

-Mas ele nao morrei?-disse Chris

-È o que dizem por ai,mas o que dizem nem sempre é verdade!-Leon levantou um dedo

-Mas porque vai nós quatro?-perguntei

-Porque é uma missão de risco,duas moças nao podem ir sozinhas!Certo?-sorriu para mim

Chris pigarreou e prosseguiu

-Mas...se Sandler estiver lá,o que faremos?

-Matamos! Ele é o causador de varias mortes,é provável que ele que tenha inventado o virus e é ele que a corporação Umbrella quer e nao deixaremos,porque se nao seria o fim de Raccon ou até mesmo do planeta.

-Hamm...bem!

-Entao vamos?!-Jill deu um pulo

Lá fora Leon disse que íamos em carros separados,Chris piscou para mim.No caminho a neve começou a cair isso atrapalharia tudo.

Chegamos em Aklay uma hora e meia depois,coloquei meu capôs quando sair Jill pôs seu cachecol.Andamos até chegar num castelo antigo"Um castelo de novo?!"pensei,Leon e Chris foram na frente.O castelo era como outro,pinturas velhas e maltratadas pelo tempo

-Sandler tem um vicio de castelo!-disse Chris

Entramos na porta de tras,onde era a cozinha dos criados(que nem criados tinha).Observei que tudo estava sujo e muito velho,sangue é o que mais tinha o odor era repugnante,quase vomitei,saimos logo dali e fomos para o salão até que nao era feio tapete vermelho obvio que tinha,estavamos procurando uma porta onde Sandler deveria estar,só que de repente senti uma dor enorme na cabeça e cai de joelhos Chris foi o primeiro a se aproximar de mim,meus gritos estavam ficando mais altos

-Bravo,achei que nunca chegariam!

-Sandler!-os tres falaram ao mesmo tempo.Sandler nao tinha mudado nada

-Creio que estao a aqui para me pegar?

-Pegar só nao matar!-disse Jill

A dor estava sendo maior e meus gritos também

-O que esta fazendo com ela?!-Chris

-Rá rá!-riu-Acho que a mocinha tem algo "especial" dentro dela que me pertence agora!-Sandler levantou a mão e eu parei de gritar,abri meus olhos e ele ficaram vermelhos ,Sandler dobrou os dedos e eu me levantei

-Faça!-disse Sandler,parecia que estava na minha cabeça

Dei um soco em Chris fazendo ele derrubar a arma,Jill se afastou mas a empurrei para longe,fui para o lado de Sandler que pegou minha mao Leon tentou atirar em Sandler mas nao acertou.

-O que vamos fazer?-disse Jill sendo ajudada se levantar por Chris

-A missão agora é recuperar Gael...-disse Chris serio

-E matar Sandler!-terminou Leon



[Chris]



Droga!porque tinha que levar a Gael?A coitada ja passou por tantas se nem sei se vai sobreviver a essa,mas torço para que ela esteja bem ao encontrarmos.Jill parecia estar triste por causa de Gael,eu estava principalmente,Leon nao mostrava muita expressão,pensava muito.

Chegamos numa parte estranha do castelo,era um corredor comprido,tinha varias salas uma delas estava fazendo muito barulho,quando iamos chegar perto da mesma um monstro terrivel desceu do telhado quebrado,era enorme andava de quatro como um cachorro e na sua boca saia uma lingua enorme que vinha a um metro de distancia,primeiramente ataca Jill que ficou com o braço cortado,peguei minha metralhadora e Leon fez o mesmo os tiros nao pareciam adiantar mas depois de 50s conseguimos acabar com o mostro,mas tudo estava indo bem demais,assim que o monstro faleceu Gael apareceu do outro lado,com um olhar que eu nunca tinha visto nela,ela nos olhava seria parecia querer nos matar,apontei minha pistola para ela mas claro que nao iria atirar,ele numa velocidade passou um banda em Leon que desmaiou na hora fez o mesmo com Jill que também desacordou,veio até mim e me prendeu contra a parede,me enforcando.

-Ga-el...nao faça isso...

Ele me olhou no fundo dos meus olhos,a força dela estava demais para ela,apertou mais meu pescoço

-Gael...Gael Oliver...sai dessa!-revirei meus olhos pois estava ficando sem ar

-Chr-Chris...-escutei a voz dela falha

-Ora ora,como a mocinha é forte,mas sou mais!Gael mate-o!!-disse Sandler

-Sim...Lord Sandler!

-Ga...-acho que eu ja estava vendo a luz no fim do túnel

Até que Jill,acordou e pegou minha metralhadora sem que Sandler percebesse num tiro certeiro acertou no cajado dele que caiu,Sandler ficou com mais raiva e fez com que Gael me soltasse e gritasse mais de dor,Sandler sumiu e Gael agora estava no chao gemendo.Recuperei o fôlego e fui ajuda-la

-Gael,Gael você me escuta?-a sacudi,mas ela ainda ficou com a cabeça abaixada-Gael,olhei pra mim resista!

Quando levantei o rosto dela as lagrimas nao paravam de descer,os olhos ficavam na cor normal e vermelhos de novo.Os olhos desesperadas,as lagrimas desciam cada vez mais e mais.

-Gael se concentra em mim!-limpei as lagrimas dela,ela revirou os olhos e desmaiou

-Chris vamos sair daqui!-Jill disse assustada

-Não,temos que encontrar Sandler-Leon

-Mas e a Gael?!Temos que ir!

Os dois ficaram discutindo,peguei Gael no colo e mandei os dois se calarem

-Levaremos Gael para o carro...-eu disse

Eles me seguiram,andamos vigilantes,porque talvez Sandler poderia aparecer de novo.Coloquei Gael deitada no banco traseiro do jipe,eu estava muito chateado por ela esta daquele jeito,beijei a Mao dela antes de ir.

-Jill venha comigo,Leon fique com Gael!

-Certo!

Ante e voltar para o castelo,peguei uma bazuca ,eu estava disposto em acabar com Sandler.Entramos novamente senti a presença de Sandler,pareia que ele nos observava,Jill e eu estávamos de costas um para o outro,quando Sandler bateu seu cajado no chão

-Ora,ora,ora,não desistem?

-Vou te matar seu desgraçado!!

-Hum...rapaz corajoso,mas acho que coragem ao é tudo para mim,veremos se tem força!!

Ele se transformou num tipo de uma aranha,eu não soube identificar muito bem,e no meio daquelas pernas enormes tinha o corpo de Sandler,uma coisa terrível,tinha um olho grande onde deveria estar a cabeça de Sandler,aquele era o ponto fraco.

-Jill distraia ele...-ordenei baixo para ela

Jill começou a atirar para distraí-lo,enquanto isso carreguei a bazuca,a apoiei no meu ombro,estava com Sandler na mira,até que o olho ficou certinho onde eu queria

-Por você Gael...

Foi o momento certo,o tiro foi onde eu queria,o olho se estraçalhou junto ao resto de Sandler.O tiro foi tão forte que espirrou sangue pelo salão inteiro.

Mas acho que isso não estava acabado.



[Gael]

Acordei e estava no hospital,estava no soro e escutava o aparelho apitar

-Oi...-Chris estava sentado na cadeira no lado a cama,com os braços apoiados nos joelhos,ele tinha um sorriso

-Chris... porque estou aqui?

-Chiii!muita coisa aconteceu,o importante que Sandler não perturbará mas.Nao se lembra de nada?

-Não sei,só me lembro do seu rosto ,do de Sandler e depois apaguei...

-Como esta se sentindo agora?

-Com sono...-coloquei meu cabelo para trás da orelha

-Que bom que esta bem...-ele pegou minha mao e eu a apertei com um sorriso meloso ele fez o mesmo.

Chris se levantou se apoiou na cama e me deu um beijo,dessa vez eu não interrompi...foi Jill,ela pigarreou

-Posso entrar?

-Oi,Jill!-dei um sorriso,meus rosto corou,Chris se sentou sem graça

Jill tinha trazido Leon com si,que tinha em suas mãos um buque de flores,colocou nas minhas mãos.

Recebi alta 6hs depois,fiquei em observação antes,porque eles ,o vírus estava quieto dentro de mim,Sandler que o acordou e eu lutei com ele e por isso desmaiei.O vírus foi retirado.

Me levaram para casa,Jill decidiu que ficaria na minha casa cuidando de mim,disse para ela que não precisava mas insistiu.Ela resolveu de ultima hora que iria fazer um jantar para comemorar a missão completada,ligou para Chris e Leon para irem participar e dormirem La em casa,não me sentiria muito à-vontade com eles lá,mas eram meus amigos.

Os dois vieram logo,Chris estava tão bonito com casaco com a gola no pescoço todo,de lã preto,calça jeans cinza escura e botas marrons escuras,Le estava de casaco marrom com uma blusa azul em baixo calça jeans e tênis.Jill e eu estávamos na cozinha ainda fazendo o jantar,Jill quem foi abrir a porta,Leon foi o primeiro a ir me abraçar,vi a cara de Chris erguendo uma sobrancelha e entortando o canto da boca,depois que Leon terminou de me abraçar que durou 10s,Chris me deu um selinho rápido que nem Jill nem Leon perceberam.

Mas o mais importante estava faltando o refrigerante

-Deixa que eu compro!-Leon levantou rápido do sofá

-Eu vou junto,talvez eu compre mais alguma coisa para sobremesa!-ela fez uma cara de que dizia”Tah,só vou,porque ele é uma gatinho rs!”

Mas até parece que ninguém percebeu,eu estava cortando morangos e outras frutas para fazer uma salada de frutas.Chris estava sentado no sofá,quando os dois saíram ele se levantou e foi devagar para trás de mim,olhou o que eu estava fazendo(como se não soubesse)

-Posso te ajudar?

-Claro!o que quer fazer?

-Te ajudar a cortar!

-Pega umas frutas ali!-apontei para o balcão

-Não, eu quero essa ai!-ele pegou na minha mao onde na mesma estava a faca cortando um morango fez um movimento para cortamos juntos,eu devia estar vermelha,azul,roxa,com ele atrás de mim eu estava sentindo “coisa”demais;o outro braço dele também fez o mesmo,respirei fundo e engoli seco.

-Ta nervosa?

-N-não porque?

-Porque esta tremendo!

-Haa,isso?é frio!-(poxa eu não tinha uma mentira melhor?!)

-Deixa eu te esquentar então...

Ele largou minha mao e passou as mãos na minha barriga as fechando para me abraçar seus lábios foram para meu pescoço e fizeram um leve movimento beijando devagar,pus todo ar para fora olhando para cima,larguei faca e coloquei as mãos nas dele,fechei meus olhos e mordi os lábios inferiores

-C-Chris...esta me deixando....tremula...

-Relaxa...-sussurrou

Uma de suas mãos pegaram meu rosto virando-o para o lado,agora ele estava mordendo minha orelha(Ai Deus me segura!)Me virou para si e beijou minha boca,sei que foi tão rápido a virada que ele fez fazer ,que quando vi as mãos dele estava onde não devia(na minha poupança) as parei

-Chris!-o encarei com os olhos arregalados

-Desculpa...

Voltou a me beijar,uma das mãos dele estava subindo nas minha costas que chegaram em meu sutiã,me arrepiei quando ele sentia as curvas das minhas costas

-C-Chris...e...eles...vao chegar logo...

-Enquanto isso,aproveita!

-Não Chris!-tirei as mãos dele das minhas costas e ajeitei a minha blusa que tinha se levantando demais.

-Tah,já parei!-fez beiço e se encostou na pia

-Não fica assim...-dei um selinho nele,ele me puxou pra mais perto

-Mas,mais tarde você não me escapa...-disse ao meu ouvido



Fiquei colorida novamente de vergonha de novo.Jill veio falando alto e eu logo soltei Chris

-Gael!!-me chamou como se eu fosse uma musica-Preciso te contar uma coisa!Vem!

Me puxou pelo braço para meu quarto.Lá ela fechou a porta e me fez sentar na cama

-Novis!-começou a rir

-Fala logo!

-Sabe,eu,Leon,fomo juntos não é?entao quando estávamos no carro e voltamos para cá,ele me deu um beijo um selinho vamos dizer assim!

-Que bom...

-Só isso que me diz?!

-Ué!vou dizer mais o que?

-Seca!-me empurrou de brincadeira e voltamos.

Jantamos,conversamos,vimos um filme de terror que eu odiei mais não falei para ninguém,mas não falei porque na hora do filme Chris estava do meu lado,estava escuro, e quando eu tampava os olhos ele envolveu o braço em mim.

Leon dormiu no sofá estava muito cansado,Jill dormiu no chão e Chris no lado dela e eu, é claro, na minha cama.

Mas quando deu alguns minutos depois,eu ainda estava acordada,bateram na porta

-Posso entrar?-apoiou o braço na parede

-Para quê?

-Não lembra mas do que te falei?

-Não acho uma boa idéia...-passei a mao na nuca desviando o olhar

-Leon e Jill estão dormindo..eu estou acordado,bem acordado...-arregalou os olhos quando falou as ultimas palavras

-Não Chris,vai dormi!-o empurrei e ia fechar a porta,ele segurou

-Poxa,deixa eu só entrar,fica ai com você!

-Não,não é muito confiável nos dois sozinhos num quarto com a porta fechada...

-Deixa a porta encostada!-riu-Vai eu não vou fazer nada que você não queira so quero ficar perto de você,nem toco em você se não quiser!

Ajeitei a cabeça.

-Tah,mas nada de safadeza!

Entrou com um sorriso,fui para a varanda depois que fechei a porta.Me apoiei no murinho e senti ele vindo por trás de mim e me abraçando,o casaco de lã dele me esquentou,encostei minha cabeça no peito dele e me lembrei da primeira vez que ficamos sozinhos,lembra?na cabana..

-A noite esta fria não é?-ele disse me apertando

-Sim...-bocejei

-Quer dormi?

-Sim,o remédio de febre esta me dando muito sono...vou botar uma blusa mais quente.

-Tah...

Fui ate o guarda-roupa e achei uma blusa de manga comprida vinho,a coloquei e escutei Chris deitando na cama

-O que esta fazendo?

-Estou me deitando,venha!

-Que?eu disse que não quero safadeza Chris!

-Mas não vou fazer,so quero ficar abraçadinho com você,posso?

Olhei para cima apertando os lábios,e fui.Me deitei ao lado dele,ficamos um de frente para o outro bem perto,ele acariciava meu rosto ,fiz o mesmo,sentindo os detalhes do lábios,do nariz,ele estava com uma barba fininha,sorri quando passei os dedos.

Ele acariciou minha sobrancelha e me puxou para mais perto dele,fazendo nossos peitos se encostarem,estávamos de narizes colados,puxou os lábios e me beijou.Enquanto nos beijávamos,fiquei pensando(isso tudo ao mesmo tempo!)eu o odiava,faria de tudo para ficar longe dele,a voz dele me irritava,sei lá...acho que isso nos fez se apaixonar um pelo outro sem que soubéssemos,o amor foi crescendo lentamente até chegar ao um ponto que os corações dissessem:Parem de palhaçada os dois e fiquem juntos logo!

Chris acabou dormindo primeiro,o deixei na minha cama,confiava nele.O olhei dormi,continue acariciando o cabelo dele,seu braço estava na minha cintura,era lindo demais,tinha 24 anos,maduro,gentil,cavalheiro,e estava comigo agora,o que mais eu queria?O ultimo que namorei me traiu duas vezes,como foi?nao gosto muito de lembrar mas contarei pra você.Se chamava Jack Krauser,na época ele tinha 20 e eu 17...ele não me traiu com mulheres ou coisas do tipo,ele disse que me amava,mas quando escondeu de mim que era pago para matar e que só não fez isso comigo porque se apaixonou,dei a louca,eu estava namorando um assassino e que se eu o magoasse me mataria o larguei,passou três meses ele voltou me pedindo desculpas e pedindo para voltar comigo,implorou tanto chorou e tudo que voltei,15 semanas depois ele desapareceu,me deixou uma carta que dizia que tudo que ele faria era por mim,tudo que fez até hoje era por mim...nao tinha mais nada alem disso,desde então não sei mais dele.Meu coração não agüentaria mas outra decepção,ai Chris apareceu.



O sol não apareceu de novo,o frio continuava.Acordei e Chris não estava mais do meu lado,sentei na cama e esfreguei os olhos,fui para fora do quarto,Leon estava passando para ir ao banheiro

-Bom dia!-me abraçou,não via a hora de falar para parar de me abraçar,Chris não gostava disso,não me dizia mas eu sabia

-Bom dia Leon!

Jill estava tomando café no balcão Chris estava no lado dela,nem me olhou continuou mordendo a torrada e olhando para baixo

-Bom dia flor do dia!Ta melhor?

-Melhor?eu não estava ruim!

-Chris me disse que você tomou remédio para febre!

Olhei para ele e ele me olhou de rabo de olho

-Há,sim,mas to bem,foi por causa do frio.

-Que bom,vem tome café!Vou trocar de roupa no seu quarto pode?

-Claro vai lá!

Me sentei no lugar de Jill e ela foi para o quarto,Chris continuou quieto,nem me deu bom dia,eu como me chateava rápido,já achei que ele não gostava mais de mim.Peguei a caneca e pus o café,peguei uma torrada no prato e também fiquei quieta,o silêncio reinou,então resolvi falar alguma coisa

-Bom dia Chris!-pareceu mas uma pergunta

-Bom dia amor!-(ele me chamou de amor?haa que maximo!)

-Porque não falou comigo quando a Jill estava aqui?-há!resolvi perguntar poxa!

-Por nada,quero ser durão perto deles,mas pode deixar...-se levantou e me beijou,foi um beijo tão ofegante que perdi o fôlego -... com voce é diferente!

Me largou e se ligou a TV(Ô!que beijo bem meu!)Leon saiu do banheiro ao mesmo tempo que Jill saiu do quarto,fui para o lado de Chris no sofá,Leon pegou uma caneca de café e também se sentou no sofá,Jill correu e sentou do lado dele,sorri quando vi nos sentado um do lado do outro,minha vida estava mudada desde o dia que conheci todos eles,Jill era minha amiga de verdade,Leon era meu amigo,mas me tratava como se eu fosse sua irmãzinha mais nova,Chris...voces já sabem né,já disse tudo antes.

Continuamos vendo teve,quando o telefone de Chris toca

-Alo?

Ele ficou uma 40 min falando no tel. Fiquei preocupada pois a cara dele estava seria(novidade)

-O que foi Chris?-Leon perguntou

-Temos uma missão...

-E?

- Vamos para City Hall,me disseram que um novo ataque acontece lá,que um cara chamado Albert Wesker,esta fazendo um caos por lá,e que a policia local não esta conseguindo pega-lo e precisão de nossa ajuda.

-É com nós mesmo!!-Leon

-É isso ai,vamos acabar com esse Wesker!

-Mas Chris,precisa de nos quatro?

-Sim...

-Hum...-ergui os canto da boca.gostei muito que Chris ia também



A nossa missão seria as 7:00 ,eu estava animada para mais uma missão,sabia que conseguiríamos,sabia que o mal nunca vence.Mas o que será que acontece em City Hall?o vírus não se aquieta ,Umbrella também não,então eu e meus amigos acabaríamos com isso.



avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:38 pm

Fomos com uma Vã do departamento,nosso chefe dirigia,mas no meio do caminho ocorre um acidente em nossa frente,”zumbis” atacaram de novo,o chefe da a volta de carro e vê que os caminhos estão fechados,chamamos um helicóptero,nele vimos que a cidade de Raccon estava sendo destruída por uns “zumbis”,segurei na mao de Chris,e respirei fundo,quando isso iria acabar?

Chegamos na Raccon Forest,o helicóptero nos deixou no meio do mato

-Leon,o que estamos fazendo aqui?-Chris

-Não sei,mas não éramos para estar em City Hall?

O helicóptero subiu e nos deixou,gritamos para ele voltar mas tinha alguma coisa errada,não éramos para estar ali,o problema era mais para trás.Até que andamos mais,o escuro da noite não estava ajudando,as lanternas de nossas armas ajudava mas não muito,só que eu gritei porque não vi um precipício a minha frente Leon me segurou pela blusa

-Cara esse lugar é chato!-reclamou

Chris pegou o binóculo e olhou para além do precipício la embaixo tinha uma praia que do outro lado tinha tipo uma fabrica de cerveja abandonada,Chris viu que nela tinha “zumbis” fortemente armados e que não estava de brincadeira,iríamos lá?sim,estávamos ali pra isso.

Descemos e avistamos uma canoa iríamos remando até la mas por trás para que não nos visse.Havia muitas arvores e matos no chão que estavam do tamanho de Leon,Jill escutou uma conversa e nos deu sinal para ir por lado que ela queria.Escondidos na mata andamos devagar até chagar na porta de tras da fabrica

-Vamos nos separar,Leon fiquei com Jill,Gael ficará comigo dêem a volta!

-Certo!-os dois disseram

Chris tentava abrir a porta sem muito barulho eu vigiava a sua reta-guarda,como eu ficava nervosa com tudo meu coração ja estava acelerado,Chris abriu a porta,fui na frente dele,la dentro tinha algumas luzes piscando com curto,sangue machado na parede era o que mais tinha

-Será que eles nao pode deixar nada limpo?-sussurrei

O ambiente era de pleno pesadelo,eu estava com medo(serio?!óóó)respirei fundo duas vezes fechando e abrindo os olhos devagar

-Gael você esta bem?-Chris colocou a mao em meu ombro

-S-sim,só...nervosa...

-Fica calma,nervosismo nao ajuda nessas horas,controle-se esta bem?

Balancei a cabeça positivamente.

Passamos por galões imensos que produziam cerveja,estava com grandes ferrugens e provavelmente vazios.Observei no alto tinha dutos quebrados mas nao pelo tempo e sim forçado por alguma coisa,nele descia uma gosma branca,um barulho que parecia de alguma mastigando vinha do mesmo,apontamos a arma e esperamos o pior,uma coisa horripilante rastejou de la de dentro caindo do alto e fazendo um barulho nojento,nao identifiquei bem para dizer mas o que eu posso falar é que a coisa parecia um "morto-vivo" evoluído,nao tinha rosto pele branca,muito branca,os dedos dos pes e das maos nao sei...pareciam maiores e juntos nao sei,andava mancando.

Andou em nossa direção devagar ,Chris atirou a coisa tentou nos atacar nos afastamos mais no rosto que nao tinha nada abriu-se e dele saiu uma boca tipo de sanguessuga,atirei naquilo mas desviou entrando de novo,Chris entrou na minha frente e deu um tiro que desviou para o lado quando a coisa bateu no braço dele fazendo sangrar,ele caiu no chão

-Chris!!-gritei e pulei para protegê-lo

Nem pensei atirei varias vezes,a coisa se agachou mas nao morreu,ajudei Chris se levantar ,corremos para a primeira porta,fomos interrompidos por mais um daquela coisa,olhei para mais um corredor e nele corremos mais,mais duas "coisas" apareceram

-Chris para onde vamos?!

-Por aqui!!

Tinha uma escada(ai mais escadas...)a subimos de dois em dois no final tinha mais um sala,onde os operários deviam ficar para empacotar as cervejas ou ajudar encher as garrafas.As "coisas" estavam nos seguindo,olhei para todos os lados e vi um gancho perto de um galão,fui até ele e o empurrei para o "zumbi" que o perfurou a barriga fazendo-o falecer,mas tinha mais alguns,minha ideias estavam acabando e nao poderiam,entao Chris me puxou para um escada que a ponte ia para perto de um duto ,nós entramos nele era grande,engatinhando,eu nao estava legal ali(nao gostava de lugares estreitos).Estava imundo,deixei de lado a chatice e fui engatinhando o mais rapido que pude,Chris estava atras de mim,até que cheguei numa parte que tinha uma grade,do outro lado era um escritório,com uma parede de vidro.Forcei para abri a grade mas sem sucesso

-Chris nao consigo!

Ele passou para meu lado,que agora estava bem apertado para nós,pediu para que eu pegasse a faca que estava no peito dele,dei para ele e ele girou os parafusos até abrir todos,mais uma das coisas conseguiu nos alcançar,atirei ele se esperneou mas estava vindo de novo .Chris desceu primeiro,era alto(eu odiava altura)

-Gael pula eu te seguro!!

Olhei para o monstro e para Chris,se eu ficasse morreria se eu pulasse nos braços de Chris viveria,é óbvio que eu escolhi pular,Chris me segurou,a coisa estava vindo ele pegou uma bomba de gás lacrimogêneo e tacou na coisa,aqui se esperneou de novo e finalmente faleceu,o bom que ficamos sabendo que bala nao adiantava e sim o gas.

O escritorio que estavamos era bem grande,os computadores estavam destruidos ,e outros com o vidro do monitor rachado,Chris viu uns papeis na mesa e foi verificá-los,olhei ao redor ,vi na verdade aquele lugar nao era bem uma fabrica de cerveja era só fachada na verdade era um laboratório de pesquisas que deve ter dado errado e os cientistas acabaram se transformando naquelas coisas,fui mexer em alguns papeis perto dos computadores mas estava com uma gosma nojenta.Olhei para tras e vi que Chris estava com uma cara feia pelo o braço esta doendo fui ate la

-Esta tudo bem?-perguntei

-Esta sim,só dói um pouco...

-Quer que eu enfaixe pra voce?

-Nao nao temos que termina logo essa missao,nao se preocupe!

O radio chamou com a voz de Leon.

-Diga Kennedy!

-Esse lugar é muito loco,fomos atacados por umas coisas sem cara e Jill esta ferida...

-Esta muito?

-Nao ,foi so na perna,uma dessas coisas a segurou pela perna e a arranhou mas esta bem...

Peguei o radio

-Leon temos que sair daqui...

-Nao Gael terminaremos essa missao,nao encontramos Wesker ainda!Nao o matamos,se nao acabamos com ele,o virus nao acabara!

-Se ficamos vamos morrer,vamos todos morre!!!-gritei

Chris tirou o radio da minha mao

-Leon,nos encontre na porta que entramos,resolveremos isso!Cambio desligo.

Comecei a roer a unha,Chris me olhou serio

-Qual seu problema?-perguntou

-O que?

-Porque gritou daquele jeito?Nao se resolve as coisas assim!

Dei um riso de raiva.

-Leon sempre diz que temos que ficar,temos que terminar isso e no final sempre alguem se machuca feio,ja estou cheia de ver gente morrer!

-Entao para que aceitou esse trabalho?Se nao aceitasse voce ficaria sem ver nada e nao veria ninguem morrer,ia ficar segura num abrigo nessas horas!

-Eu aceitei esse emprego para salvar vidas!E nao para aturar as burrices do Leon que só pensa nele e em terminar isso missao-fiz uma voz de taquara rachada no final da frase-Estou nem ai em acabar essa missao eu quero sobreviver!

-Gael,viemos para acabar com o cara que esta causando tudo isso!

-Eu sei,mas vamos ser racionais,nao dá pra quatro pessoas enfrentar um exercito de "zumbis" armados!

-Fizemos isso uma duas vezes,porque nao?!

-Aquilo foi loucura,e o que aconteceu,eu me machuquei na primeira vez,e o que aconteceu na segunda,a mesma coisa!

-Agora voce esta pensando em voce!

-Nao Chris,me escuta...-passei a mao no rosto

-Nao Gael,voce esta sendo covarde, quer lagar isso tudo para tras e deixar o exercito resolver,mas somos pagos para isso,fomos treinados para isso,conseguimos resolver nos...

O interrompi.

-Eu nao quero ver voce morrer Chris ja perdi uma pessoa antes e nao quero perder de novo,nao quero perde voce!!-minhas lagrimas desceram

Chris me olhou rapido,abaixei a cabeça para ele nao me ver chorar,eu me achava durona entao nao queria ter feio essa cena na frente dele.Forcei para nao chorar mais,mas nao adiantou

-Nao precisa chorar...-me abraçou-Sei que esta com medo...eu também estou,mas fugir nao adianta,temos que enfrentar o medo e acabar com isso logo antes que o pior do piro aconteça,voce me entendi?

-Sim...-funguei antes de dizer com a cabeça encostada do peito dele

Ao me soltar,limpei minha lagrimas,e ele pegou na minha mao para irmos encontrar com Leon e Jill,olhamos num mapa do local antes para ver onde estavamos para chegar mais rapido na porta que entramos.Mas no meio do caminho,fomos interrompidos por um barulho estranho,muito estranho que vinha até nosso ouvidos,parecia que alguem matava com vontade as coisas sem cara,eu e Chris estavamos ouvindo de um corredor a porta que queriamos estava a 5 metros a nossa frente,o barulho estava chegando mais perto,mas quando nos preparamos para ataca ,nos defender,o som parou,as luzes que tinham se apagaram rapido,somente a luz da lua clareava(nem tanto),de repente ouvi Chris da um grito(nao muito alto) de dor,depois um som que parecia dele caindo no chao

-Chris?-o chamei mais nao respondeu.

Peguei minha arma rapido e fui me virando varias vezes,nao via nada,mas eu esperava fazer alguma coisa,mas so senti uma coronhada na minha cabeça e desmaiei.

Acho que passou um tempao nao sei,abri meus olhos mas no começo nao vi nada,mas vi que eu estava no chao de terra,a terra estava úmida,me sentei esfregando os olhos,vi que tinha uma fogueira ao lado

-Voce esta diferente...- escutei uma voz conhecida.Olhei em volta e percebi que estava na floresta

-Achei que nunca mais te veria...

-Q-quem é você?-me levantei e encostei uma arvore

-Nao esta reconhecendo minha voz?-Ele me encarou e o rosto dele apareceu naquela escuridao

-J-Jack...-os olhos cor de diamante me fizeram tremer

-Olá querida,sentiu a minha falta?

-Jack,m-mas...

-Sei o que vai pergunta,sim estou vivo!

-Por que esta aqui?

Ele deu um breve riso e deu as costas.

-È engraçado essa pergunta,porque estou aqui?-ele rodava uma faca-Estou aqui porque...sou um matador?ou porque espero provar que sou bom,ou porque...

-Diga logo Jack!

Ele virou o rosto e me olhou serio,se aproximou bem de mim,colocando uma das mao na arvore do lado da minha cabeça

-Estou aqui para matar todos aqueles que interromperam o plano de Wesker...

-Voce trabalha pra ele?Porque?!

-Porque sim,a unica pessoa que eu achei que confiaria em mim depois de muito tempo juntos,me deixou, me chamou de assassino entao resolvi fazer o que me desse na telha...-ele olhou para as unhas-...e ele me paga...

-Jack,voce sabe o que Wesker vai fazer nao é,ele vai acabar com a raça humana,vai fazer todo escravos dele,vai..

-Vai controlar tudo,eu sei!-me interrompeu

-Então porque esta do lado dele?

-Porque eu nao tenho mas nada para me preocupar...voce tem,nao e?

Olhei para baixo,o rosto de Chris logo veio a minha mente.

-Quem era o cara?

-Que cara?

-Que estava com voce dentro da fabrica que eu bati até desmaiar?

-Nao te interessa!-o olhei com raiva

-Haa,mas vai me dizer quando eu cortar seu lindo corpinho com essa faca.-foi deslizando a faca no meio dos meu seios até a barriga

Nao estava adiantando conversa com ele de boa,entao ele resolveu me amarrar na arvore e me força a dizer onde estava o resto do meu grupo(Leon e Jill).Só que enquanto ele me amarrava o observei,estava diferente,tinha uma cicatriz no rosto que vinha do olho esquerdo até no queixo,estava mais forte e mais apavorante,ele amarrou tao forte que eu nao consegui mexer um músculo.

-Entao vai me dizer?

-N-nao!-cuspi no rosto dele,ele pegou com violencia no meu rosto e puxando para cima,limpou o cuspi do rosto e colocou a faca no meu rosto

-Gael,Gael,sempre valentona,mas por dentro uma menininha indefesa...-fez um corte pequeno no meu rosto,gemi de dor

-Me larga seu pervertido!

-Chiii,nao adianta gritar,ninguem vai te escutar amor...em falar em amor,voce esta muito linda...-se aproximou para me beijar,mas virei o rosto ele virou de novo e me deu um tremendo beijo, me veio as lembranças de quando eramos namorados,uma lagrima desceu rapidamente no momento do beijo,uma raiva me veio também e dei uma bela de uma mordida na boca dele que rapidamente sangrou,ele se afastou e esfregou o sangue

-Sua vadia,vou e matar por ter feito isso!!-pegou uma arma e apontou para minha cabeça,escutei os som do dedo dele no catilho

-Nem pense nisso Krauser!-era a voz de Chris

-Chris!!-o gritei(eu sempre faço isso)

Chris estava sozinho,escorria sangue da sua testa e na sua boca

-Largue ela ou eu atiro!

-Ora,ora,seu namoradinho é forte,depois dos socos que eu dei ainda esta de pé e melhor conseguiu nos achar!parabens!-Jack bateu palmas

-Sem gracinha Krauser,nao quero te matar...

-Me matar?!-deu uma risada alto - Chris,você nao conseguiu antes vai consegui agora.

-Nao me tente,voce sabe que posso fazer isso!

-Mas nao vai,porque?porque é um covarde,como sua irmã!

Irmã?Chris nunca me disse que tinha uma irmã.

-Minha irmã teve a chance dela mas nao fez,mas eu estou aqui agora nao ela!

-Tem os mesmo sangue,a covardia corre pela suas veias,Chris!

-Deixa de conversa Krauser e solte a Gael logo!!

-Ei,ei,fale baixo,quer que os meus amigos "zumbis" escutem sua voz e venham para cá acabar com sua raça,e alias Gael é minha e posso fazer com ela o que eu quiser!

-Veremos!

Chris atirou mas Jack desviou,Jack era mais rapido e mais forte,pegou Chris pelo pescoço,vi a arma dele cair -Jack nao faz isso!!-comecei a me mexer para tentar sair das cordas mas estavam apertadas demais,me desisperei porque estava vendo Chris revirar os olhos

-Chris!!!-a força do meu grito fez meu coração pular e minha garganta arder.

Até que escutei um tiro,foi tao rapido que quando olhei para os lados e olhei para Krauser e Chris estavao no chao,Chris desacordado e Krauser com a mao no braço

-Gael?-olhei para o lado e era Jill

-Jill,me desamarre logo!-ela fez

-Leon,voce ainda vive!-disse Jack rindo

-Sim e para matar voce!!-Leon apontou a arma para cabeça dele

-Entao faça...nao seja burro como da ultima vez!!-Jack era doido mesmo,queria viver queria morrer,ele nao sabia sua escolha.

-Anda Leon faça logo!!-Leon demorou muito e foi destraido com uma barulho,Jack aproveitou para fugir,Leon atirou mais ele ja estava longe.

Jill conseguiu me desamarrar,nao pensei duas vezes e corri para Chris,descordado o apoiei na minha perna,no chao

-Chris fala comigo!-acariciei o rosto dele,ele abriu os olhos e passou a mao na cabeça se sentando.

-Gael...onde esta Krauser?

-Fugiu...mas nao importa agora -o abracei-Voce esta bem?

-Sim...só...com dor de cabeça.

O ajudei a se levantar,olhamos para Leon e ela parecia nervoso

-Leon?-Jill colocou a mao no ombro dele

-Como eu pude deixa-lo escapar,como eu sou burro que droga!!

-Calma Leon-Chris

-Calma nada a 4 anos esse canalha quase me matou e eu jurei que acabaria com ele e quando ele estava nas minhas maos escapou,por culpa sua!!-me encarou

-Minha culpa?!

-Sim,se nao fosse por você ser nervosinha ja tínhamos acabado com isso tudo!

-Eu nervosinha!voce que é um idiota que só pensa em ganhar dinheiro e em voce!!

-Em ganhar dinheiro?eu so...

-Gente chega!!-Jill entrou no meio-Voces acham que vao resolver tudo o que esta acontecendo assim?!

-Jill tem razao,parem ja de discutir e vamos embora!

-Embora!?!-Leon

-Sim,embora Leon,estamos machucados e assim nao conseguiremos nada.

-Mas...

-Mas nada vamos!-Chris falou firme

Leon virou a cara com raiva mas nos seguiu,no meio do caminho para chegar na canoa,Jill e Leon estava na frente,fui para perto de Chris e envolvi o braço dele em mim.

-Desculpe...por...nao ter terminado essa missao...

-Deixa disso,nao foi culpa sua,somos humanos...nem tudo da pra gente fazer.

Ele tinha razão,mas eu mudaria isso.Tudo podemos fazer...só ter fé.



6Hs depois...No departamento...



Fomos todos para a enfermaria,Chris teve varias partes enfaixadas,eu,me botarão alguns esparadrapos.Jill enfaixou a perna e Leon se acalmou.Fiquei de mau com ele,por causa da discussão.Chris me levou para casa na sua pick-up,mas nao fomos para minha casa e sim para a dele,porque?porque perto de onde eu morava estava...um caos,nao dava nem para chegar na praça.A casa dele era perto do metro Raccoon Subway.Quando chegamos percebi que era um apartamento(porque sera que toda pessoa sozinha mora em apartamento?).

Na portaria o porteiro parecia que conhecia Chris a muito tempo,se abraçaram e tudo,fomo para o elevador e nele tinha um espelho enorme(como todos os elevadores)me olhei nele,eu estava com cara de sono,meu cabelo(que vinha até a cintura) estava precisando de um trato,nao estava tãooo feio,mas precisava lavar.

O ap. era nem grande nem pequeno,uma sala que um murinho dividia a sala e a cozinha,um banheiro medio,um quarto e um escritorio.Me sentei no sofá depois de colocar a bolsa ao meu lado,Chris fechou a porta e pos as chaves na mesinha

-Fique a vontade!-ele disse

Dei um pequeno sorriso,mas por dentro eu dizia" Poxa,ficar a vontade com nos dois sozinhos?!".Tirei meu casaco e vi na estante umas fotos,nelas tinha Chris e uma moça do lado,parecia a irmã dele(era muito parecidos)

-Claire...-olhei para trás e Chris estava com uma camiseta bebendo água,mas o que eu mais percebi foi que a camiseta cinza que nela tinha o numero 82,me deixou vermelha,estava esticada pelos músculos ,virei o rosto para ele não percebe que eu estava vermelha

-P-parece muito com você...-eu disse

-Todo mundo fala isso, Rs!

-Rs!

Fui tomar um banho,já no banheiro,peguei meu shampoo na bolsa e lavei bem meu cabelo,quando sai do box ,me enrolei na toalha e passei a mao no espelho para desembaciá-lo e me vi nele,fiquei olhando para os meus próprios olhos por alguns segundo e me achei uma louca,não parecia verdade o que estava acontecendo,as mortes os “zumbis”tudo,balancei a cabeça e sai do banheiro(já vestia tah).

Chris não estava na sala nem na cozinha,então olhei na porta do quarto e o vi sentado na cama falando no celular,ele parecia tenso

-Mas Claire,porque não vai voltar?...Voce esta a 4 meses longe de casa...tah mais quando vai voltar?...tah então fique com o seu trabalho e não ligarei mas!-ele fechou o celular com raiva e o jogou na cama

-Tudo bem Chris?-entrei no quarto devagar

-Sim...

-Ouvi você discutir com alguém ao telefone...-sentei no lado dele

-Minha irmã...prefere o trabalho do que ficar perto da família...

-Normal...meu irmão era assim...

-É..mas ela é mais nova,antes eu cuidava dela agora,ela se cuida sozinha,não acostumei ainda!

Eu fiquei rindo.

-Esta rindo do que?

-De você!muito fofo preocupado com a irmã!kk

-Sem graça...sou mais velho me preocupo mesmo!-virou o rosto

-Oww,fofinho!!-apertei as bochechas dele

-Aé!

Ele começou a me fazer cócegas que até cai na cama de tanto rir,até que ele parou em cima de mim,nosso rosto estavam bem próximos(sempre nessas horas a risada para),a nossa respiração estavam juntas,meus braços estavam abertos

-Estou com uma coisa em mente...

-O que é?

-Queria...te dar um beijo...

-Hum...e se eu não deixar?

-Ué...vou ficar tristonho,e não dormirei direito.

-E se eu deixa?

-Garanto que sua blusa não ficara em você!

Tah,senti meu rosto corar na hora,apertei minha boca e desviei o olhar

-Entao qual vai ser?-perguntou

-Não sei...

Ele se aproximou mais ainda e se apoiou com os cotovelos em volta de mim,meus braços agora estavam encolhidos entre mim e ele,sem fazer mais nenhuma pergunta,ele mexeu um dos braços que foi para debaixo da minha costa me fazendo meus seios ficarem espremidos no peito dele,beijou meu queixo de desceu para meu pescoço,senti as mãos dele passando pela minha nadega e indo para a coxa,respirei fundo,quando os lábios dele estava chegando na minha boca.

Ele apalpou procurando meu zíper da calça e acabou achando,o desceu,fazendo o mesmo no dele,me fez ficar sentada para tirar minha blusa onde meu sutiã cor de vinho ficou a amostra,abaixou a alça esquerda e desceu os lábios para acima de um deles,estava tão quente que

-Chris vai devagar...

Mas ele não ouviu se sentou na cama e me colocou no colo dele,o beijo dele estava me fazendo ficar sem ar.Apertei os cabelos dele,tentando me segurar de tanto amor que tinha naquele quarto.Tirei a blusa dele,ele se virou para cima de mim,e procurou como abrir meu sutiã

-Chris espera!-o fiz sentar na minha frente.

Respirei fundo,e tirei devagar o sutiã,mas escondi com os meu braços,olhei para baixo e ele pegou minhas mãos fazendo tira-las da frente,fechei meus olhos apertando-os,senti a respiração dele no meu pescoço

-Relaxa...esta muito tensa...-ele disse ao meu ouvido.

Segundos se passou e nos estávamos...bem...ja íntimos dos íntimos demais,estava difícil,pois eu nunca tinha feito isso antes e...voce sabe...

Nao dormimos,estávamos agora olhando um para o outro,ele alisava meu rosto com um dedo eu fazia o mesmo no dele

-Te amo...-disse para ele

-Também te amo flor!desde que a vi!

-Me ama desde que me viu?

-Sim!só não sabia!

Rimos.

-Chris...voce acha que Jack vai voltar?

-Não sei,acho que a batalha acabou mas a guerra continua...do jeito que ele é.

-Frase de filme isso?rs’

-É,vi num filme e achei a hora de falar,rs’!

-Mas se ainda não acabou,seremos nos que acabaremos com isso!-virei de costa para ele

-E você será a heroína?-me abraçou

-Nos seremos!-puxei mais os braços dele

-Mas te ensinarei mas como atirar tah!?

-Não precisa Jill me ensina!

-Não!eu que vou ensinar,tenho mais privilégio!e também Jill estará ocupada demais com Leon!

-Hum...voces são amigos?

-Mais ou menos...

-Hum...

-Quero ser seu parceiro agora!

-Já é,não fizemos agora pouco?-eu ri

-Não é isso,quero trocar com Jill!

-Se ela quiser,por mim tudo bem!

-Acho bom ,se não concordasse te maltrataria!-ele disse com ar de riso

-Ta bom..faz isso agora então...rs!

-Se me permiti!rs!-começou a beijar meu pescoço pausadamente que senti uma cosquinha

Na manha seguinte,acordei e ele não estava mais do meu lado,me espreguicei ainda deitada e escutei o barulho do chuveiro,não fui La porque...nao estava acostumada a vê-lo sem roupa,mesmo ele já tendo me visto.Me sentei na cama com a edredom na minhas pernas e vi o sol na janela,o vento batia na cortina o tempo estava feliz como eu.

Chris saiu do banheiro,sem camisa com o cabelo molhado e parecia que não tinha se enxugado direito

-Bom dia florzinha!-beijou minha testa e se sentou na cama para colocar os sapatos

-Bom dia...dormiu bem?-me ajoelhei abraçando-o por trás pelo pescoço

-Ainda pergunta?!

-Rs!Ta cheiroso...-cheirei o pescoço dele

-Obrigado...

-Vai aonde?

-Vou comprar pão e Jill me ligou dizendo que virar almoçar aqui com Leon.

-Leon?!Aquele chatonildo vem pra Ca também! Que saco!-me levantei

-Haa flor! Sei que ele é chato...-me abraçou por trás-...mas sabe que ele e Jill estão tendo um casinho então aquenta so por ela ta!?

-Tah...mas se ele me irritar de novo vo da um chute no amiguinho dele que ele nunca vai ter um filho se quer!

Chris riu muito.

Ele saiu.Fiquei vendo TV,a campainha tocou e era Jill e Leon.Dei um abraço forte em Jill e Leon só disse um "oi" nem queria que ele fosse.Jill adorava cozinhar,logo correu para cozinha e começou a preparar as coisas antes de eu falar alguma coisa.Entao aproveitei para trocar de roupa,botar ma melhorzinha do que eu estava,so que uma coisa chata e irritante aconteceu...

Eu estava ajeitando a alça da minha blusa,ja tinha aberto a porta e Leon apareceu com os braços cruzados na porta

-Oi,posso entrar?

-Pode...-nem olhei para ele.Ele veio por tras de mim ,fiquei prestando atenção pelo espelho

-Posso ajudar?

Olhei para ele,mas fiz que sim com a cabeça,ele me ajudou a desenrolar a alça,só que quando terminou alisou meu braço

-Queria te pedi desculpas por ter gritado com voce...

-Tudo bem...-tirei a mao dele e peguei o pente

-Nao é serio,fui muito chato com voce e nao quero ser assim,eu salvei sua vida varias vezes e nao queria que ficassemos brigados,me perdoa!-colocou as maos nos meus ombros

-Tah eu de perdoa,mas que parar de colocar as maos em mim!

-Hum?-fez de desentendido

-Isso mesmo,eu(dei uma pausa para pensar de dizia ou nao sobre mim e Chris)e-e...Chris somos namorados e ele nao ia gostar de ver voce me alisando!

-Rsrs-ele deu uma risada-Voce e Chris?!Pensei que ele ja estava comprometido..

-Sim comigo!

-Nao,com outra pessoa...-ele ergueu o canto da boca-Ela era parceira dele,foi quando...tres anos atras,eram muito chegados...

-Vem ca Leon é impressão ou voce esta me fazendo ficar com raiva do Chris?!

-Nao amor,que isso,só estou querendo te mostrar que Chris nao é o que voce pensa...ele é um cara otimo eu sei,mas...é muito desejado la no departamento...

Me aproximei dele encarando-o

-Chris me ama e nao me trocaria por nenhuma outra mulher!E some da minha frente antes que eu de um tapa nisso que voce chama de cara!

Sai e fui para sala,dei graças por Chris ter chegado,dei um grande abraço nele na frente de todos

-Que foi Gael?

Nada,so retribui...-ele me apertou e vi Leon se sentar no sofá com a cara de nojento.

O que me irritou mas, foi saber que Leon nao era o cara bondoso e carinhoso que eu pensava e sim eu metido convencido que só pensava nele,eu fiquei de novo sem falar com ele.

Almoçamos e conversamos(eu nao falei nada com Leon,so pra lembrar),Chris ficou o tempo todo abraçado a mim no sofá,ele nao tinha me pedido em namoro,mas nem precisava não é?



avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:39 pm

Noite de frio,Chris estava abraçado a mim na cama,passei a morar com ele,sei que isso nao é certo...mas estavamos planejando mais coisas(e minha casa tinha sido interditada por oficiais).O meu celular toca,era meu chefe

-Fala chefe....-falei meio que bocejando

-Estamos com uma missao para voce...

-Pra mim e Chris né?

-Nao só para voce!

-Mas Chris é meu parceiro!-me levantei,Chris estava acordando

-Gael,voce sabe que aqui no departamento nao aceitamos casais como parceiros,voces dois fizeram isso fora da minha ordem!

-Mas o senhor nao tinha aceitado?!

-Nao,eu nao disse que sim nem que nao,agora chega venha para o departamento que falarei sobre a missão,fala para Chris vim tambem!-desligou

Fechei o celular.

-Que foi flor?-Chris se sentou

-Temos que ir para o departamento...

Nao falei muito coisa se nao ficaria nervoso.Quando chegamos lá,achei estranho que Jill e Leon nao estava,meu chefe estava na sala dele

-Sentem-se-ele mandou-Primeiramente quero que voces mudem de parceiros!

-Que?!-senti o tom de raiva na voz de Chris

-Isso mesmo,nao aceito namorico no meu departamento!

-Ja tinhamos conversado sobre isso!

-Dane-se que nao tinha aceitado,fizeram isso fora da minha ordem e ja disse separem-se aqui no trabalho ou terei que tomar medidas dastricas !!

-Vai fazer o que?!-Chris se levantou e bateu na mesa

-Vou demitir voces!!-o chefe tambem se levantou e o encarou

Vi a respiração de Chris aumentar,ele puxou o ar para falar mais alguma coisa mas nao disse e se sentou.

-Hoje mesmo,viram dois novos agentes para cá, e o mesmo serao seus parceiros...

-Certo...-eu disse baixo.

-Quando chegarem eu falo onde sera a missao de voces,estao dispensados até as...-falou a hora.

Saimos da sala,Chris estava calado e serio,nós sentamos num banco lá fora para esperar os novos agentes.Olhei para Chris e o vi com o rosto apoiado na mao olhando para o nada

-Amor...-peguei na mao dele entralaçando meus dedos com os dele

-Hum?

-Nao fica com essa cara...nao gosto quando fica serio,fica até bonitinho mas...

-...-deu um sorriso pequeno e beijou na minha testa.

Os dois agentes novos estavam chegando,desceram de uma vã

-Sheva?!-Chris soltou minha mao e se levantou

-Chris quanto tempo!-os dois se abraçaram,ela era negra(nao muito afro-descendente era mas para morena)cabelos negros,olhos castanhos claro e com cara de Naome Campibel ,o outro agente era mais velho aparentava ter quase 40anos, ou menos,me levantei para apertar a mao dele

-Barry Burton!

-Prazer,Gael Oliver!

-Chris Redfield!-ele também apertou a mao dele.

-Entao Chris,acho que você que será nosso parceiros?-Sheva perguntou olhando mais para Chris do que pra mim

-Sim...-eu disse antes de Chris responder algumas coisa

-Mas o que ouve,me disseram que você já tinha parceiro?

-Sim,já tinha era ela,mas...ouve um probleminha e tivemos que nos separar...

-Hum...-o olhar de Sheva para Chris estava me deixando com raiva,o observava muito.

Voltamos para sala do chefe,ele disse que Barry seria meu parceiro que Sheva a de Chris,quando ele disse me imaginei eu socando a cara do chefe.Iríamos para uma ilha onde Wesker deveria estar denovo. Fomos pegar nossas armas e acessórios,vi que meu armário estava uma bagunça.Colocando meu cinto de utilidades ,vi Sheva vir com uma bolsa para o novo armario dela

-Olá!-ela disse simpaticamente

-Oi...-continuei a ajeitar-me

-Quantos anos tem?

-21...-(tah ,ela ta querendo fazer amizade)

-Humm,nova...

Dei um sorriso sem querer sorrir.Até que vi Chris chegar,Sheva sempre onde ele estava seus olhos ficavam vidrados

-Gael posso falar com voce?-ele olhou para Sheva -A sois...

Fiz que sim com a cabeça.Ele me levou até os outros armários vazios,três carreiras depois de onde estávamos,me puxou pelo braço e me prendeu num dos armários e me beijou me fazendo arrepiar de uma vez só,quando seus labios soltaram dos meus,eu estava quase sem ar

-Porque isso amor?

-Vamos ficar separados na ilha...entao...-ele ficou com uma cara triste

-Para!nao termine a frase!nao vai acontecer nada com a gente!

-Eu sei,mas nao gosto de ficar longe de voce...-colocou umas das maos apoiada no armario do lado do meu rosto e me deu outro beijo

Barry pigarreou.

-É...Gael,temos que ir.

Chris o olhou e me deu um beijo na testa-Se cuida...-falou baixo ao meu ouvido.

-Cuide dela!

Ele disse para Barry quando passou por ele.

Entrei no carro de Barry e vi pelo retrovisor Chris entrar no carro atras de nos com Sheva.



No carro onde Chris estava...



-Chris,a menina é sua namorada?-Sheva

-È...

-Hum,namoram a quanto tempo?

-Sheva,nao estamos aqui para saber da minha vida pessoal,desculpe falar assim mas dirija esta bem?

-Esta bem...desculpe.-Ela voltou a olhar a pista

Passou 1h e chegamos na tal ilha,o bom que nao era noite.Andamos de carro pela começo da ilha e vimos que era bonita(por enquanto)Chris e Sheva estavam atras da gente,fiquei com o coração apertado por Chris nao esta perto de mim,mas tentaria controlá-lo.

Barry diminuiu a velocidade do carro,o estacionou perto de uma arvores grande devia ter uns quatro metros.Destravei minha arma e Barry fez o mesmo a dele,devagar vi que tinha umas tendas de índios,estavam vazias,vi um rastro de sangue indo para o fim da floresta e mas sangue pelas arvores"Ha,nao!",pensei.

-Gael,aqui!-Barry me chamou.

Quando cheguei aonde ele estava,mas nao queria ter chegado,nas arvores de cabeça para baixo havia vários índios penduradas o sangue deles ainda pingava,coloquei a mao na boca para nao colocar tudo para fora,mas nao agüentei fui para tras de uma arvore e botei tudo para fora(sei que estava acostumada a ver essas coisas,mas mesmo assim...).Voltaríamos para o carro para no radio falar com Chris o que viria pela frente, Barry abriu a porta do carro e logo pegou a radio mas Chris na respondia,ouvi um barulho de matos de mechando,apontei para ele,estava chegando mais perto,Barry largou o radio e apontou também o barulho era de passos correndo,quando saiu no meio daquela mata...

-Que diabos é isso?!-Barry disse baixo

Nao era humano(ou ja foi?...)as unhas enormes chamava mais atenção,na boca a língua parecia de cobra que o comprimento era até a barriga,os olhos amarelos arregalados queria nos devorar,respirava como um animal...era um índio transformado,o virus nao sossegava.

-Gael entra no carro rapido!!

Barry gritou para mim e o índio correu para nos,fechei aporta na hora,ficou batendo no vidro que estava rachando,Barry acelerou o carro e ele nos seguiu corria muito,muito mesmo.Mas o caminho que estavamos ia para um rio,Barry nao viu e acabou freando quase caindo no rio





-Chris!Acho que era Barry no radio mas nao deu para entender nada!-Sheva

-Acho que tem algo de errado...-Chris olhava em volta.Ele pegou o celular,e discou meu numero,mas eu nao atendia.



-Barry de a volta!!-eu atirava no indio mas nao adiantava muito

Barry assim fez,mais dois monstros apareceram e Barry nao conseguiu parar o carro que capotou sobre a ribanceira e cai de cabeça para baixo no rio.Barry ficou desacordado,tentei soltar meu cinto,a agua subia o desespero tambem,até que o carro ficou todo cheio d'agua e soltei o cinto,sacudi Barry mas nada aconteceu,o cinto dele estava muito preso,o ar em mim estava acabando e percebi que o carro afundava cada vez mais,era para me escolher entre sobreviver ou morrer com Barry.

A escolha era muito dificil e o tempo estava acabando,peguei a minha faca e comecei a cortar co cinto,eu estava ficando fraca,mas eu tinha que salva-lo,o cinto finalmente se arrebentou com o corte,puxei Barry e dei um chute na porta,me esforcei para chegar na superfície e consegui.

Arrastei Barry até a areia,a primeira coisa que fiz foi tentar ressuscitá-lo,coloquei o ar nele e fiz massagem cardíaca, mas ele nao respondia, duas...quatro vezes...coloquei minha cabeça no peio dele e o coraçao na batia,soquei o peito dele com raiva e já chorando e cai em si de que ele nao estava mais vivo.O choro saia como uma cachoeira,nao consegui salva-lo e estava sozinha naquela imensa ilha.

Mancando e molhada,senti o frio na pele"Tenho que me aquecer se nao morrerei de hipotermia..." pensei,andei mais e escutei ruídos estranhos,tentei andar mais rapido e achei uma caverninha que eu podia ficar ali o frio nao passaria mas eu nao morreria.

Me encolhi e acabei vendo um dos indios passar correndo.Mexi minha perna e vi que tinha um corte que estava profundo e doendo muito enrolei com um pano para parar o sangramento;comecei a chorar por ter relembrado o momento em que eu estava no carro afundando e Barry...morto.

O sono logo veio,uma trovoada e chuva "E mais essa..."resmunguei me arrastando para o fundo da caverna.Acordei com a claridade do sol em meu rosto,carreguei a arma e sai,observando tudo;nao tinha radio para me comunicar com Chris,entao eu andaria até acha algo(a situação estava critica e dramatica rs)



[Chris]



-Sheva para o carro!

-Que foi Chris?!

Desci rapido pois vi marcas de pneu na areia umida, as segui mas elas terminavam no rio,olhei para agua e nao vi nada

-Chris aqui!!-Sheva me gritou

Fui até ela e a vi abaixada perto de Barry,ele estava palido,coloquei meus dedos no pescoço dele e infelizmente estava morto

-Droga!-reclamei-Gael!!!Gael!!!-a gritei na esperança que ela estivesse por perto ainda e me ouvisse

-O que ouvi aqui?tem sangue por toda parte!

-Aonde voce esta minha flor?-sussurrei passando a mao em meu cabelo

Saber que Gael estava sozinha a cada minuto que passava esses minutos estavam me deixando nervoso.Andamos por um tempo pela mesma area achando que talvez ela estaria ainda por ali perto ;até que encontrei um chaveiro de ursinho junto a uma chave,o ursinho bem pequeno estava molhado,com certeza Gael esteve na agua e passou por ali.

-Chris achou algo?-Sheva

-O mais importante...ainda nao...só o chaveiro da Gael.

-Voce...gosta muito dessa menina...nao é mesmo?

-Mas do que voce pensa e mais um pouco...-guardei a chave no bolso olhando em volta.

Andamos mais,o tempo estava mudando e nada de encontra-la,agora para mim a missão nao era mais achar Wesker e sim Gael,eu nao terminaria,nao iria embora sem acha-la.Chegamos em uma casa onde parecia ser alugada para ferias de verao,estava abandonada e era bem grande;a porta estava aberta tinha marcas de sapatos no chao cobertos de lama no começo da escada,as marcas sumiam perto de uma pilastra.

Escutei um gemido e uma porta ranger,preparei minha marma

-Sheva verifique os outros cantos da casa,eu vou por aqui!

A madeira rangia a cada pisada minha,vi uma porta encostada era um quarto vazio e nada de diferente ou arrepiante;segui para a parte de tras da casa,o mato estava alto e a piscina vazia e suja com folhas secas,até que escutei Sheva me chamar,fui correndo seguindo a voz dela,e ia para o porão desci.

Sheva estava ao lado de Gael que estava desacordada mas viva,estava com muito arranhões e com a perna enfaixada,a sacudi e ela abriu os olhos devagar



[Gael]



-C-Chris...-o rosto dele apareceu normal depois de um grande embaçado em meus olhos

-Amor,como veio parar aqui?

Arregalei os olhos desesperada e tentei me levantar

-B-Barry...morto...me arrastou...-nem eu mesma entendi

-Calma,fala devagar!

-Barry esta...morto...f-fui arrastada por alguem,nao sei...e acabei aqui...-falei tudo isso chorando e encostando meu rosto no peito de Chris

-Gael,quem foi que trouxe para cá?-Sheva

-Nao sei nao sei...eu estava....(soluço)tão grogue que nao me lembro do rosto...

-Tudo bem,nao precisa lembrar agora...-Chris me abraçou fazendo com que meus braços ficassem presos entre nós.

A chuva aumentou la fora e fazia muio barulho no teto,saimos do porao,olhei para cima e vi que os tetos tinham pedaços abertos que a chuva passava e molhava o quarto a sala e a cozinha,teriamos que ficar ali até a chuva parar.Chris trancou a porta de algum jeito que eu nao vi e ficamos num quarto grande vazio(tudo estava vazio...)

Sheva pegou um rifle e observou pela janela se estava tudo em ordem,Chris a ajudava carregando as demais armas,me levantei e fui ao banheiro,ainda tinha agua,um espelho rachado me fez perceber manchas na minha barriga e nas costas,manchas roxas e estranhas,nao pareciam de hematomas,nao identifiquei bem o que eram

-Flor,tudo bem?-Chris abriu a porta

-Sim...sim...-abaixei a blusa

-O que sao estas manchas?-ele viu(droga!)

-E-E...nao sei...apareceram...

-Mas voce esta bem?se nao,vamos embora agora mesmo!

-Nao,estou bem,nao se preocupe comigo!Para de se preocupar tanto comigo!-sai empurrando-o

-Ei,porque esta nervosa?-segurou meu braço

-Nao estou,eu sei me cuidar...

-Sabe?entao porque esta toda machucada?!

-Estou viva,nao estou?!-puxei meu braço de volta

-Deixa de ser ignorante!

-Nao sou,voce que me acha fraquinha!

-Desde quando eu falei isso!

-Nao precisa dizer diretamente,sei que voce acha isso de mim!

-Chega nao quero discutir mais do que isso...-ele ia seguindo para o quarto

-Voce sempre faz isso dá as costas!nunca termina...

Ele parou ainda de costas e respirou fundo

-Eu ja disse que chega...

-Isso mesmo, ja estou acostumada a darem as costas para mim!

-Voce quer que eu termine?! -me encarou- Entao esta bem,quem ama cuida e eu te amo,prometi a mim mesmo que cuidaria de voce até o fim entao para de ser mimada e dê graças que tem alguem que se preocupa com voce e arisca a vida por voce...pense nisso.

Ele entrou no quarto e eu fiquei ali...pensando no que ele falou,poxa eu era muito chata,discutindo com ele a toa me fazendo de vitima,mimadinha.Fui tambem para o quarto,Sheva já dormia com uma mochila debaixo da cabeça,Chris estava sentado todo aberto olhando para a janela,me sentei um pouco longe no canto do quarto e me encolhi,até que o vi levantar e sentar do meu lado

-Esta com frio?

-Um pouco...-nao olhei para ele,eu sabia que ele queria fazer as pazes(poxa mas eu que fui chata!)

Ele me puxou para frente dele,envolvendo os braços na minha cintura(lembra da cabana?no começo da historia?)

-O que esta fazendo,me solta!

-Para de bobeira,sabe que eu te amo...-beijava meu pescoço e me dava cheiros apertando-me

-Amo nada...-disse isso com ar de riso

-Mentirosa...-mesma coisa ^

-Me desculpa...por ser tao chata...e que nao estou acostumada com alguem cuidando tanto assim de mim...

-Deixa disso flor!e melhor se acostumar sabe que nunca estara sozinha,eu sempre estarei com voce!-( Owwww! que fofo!)

-Obrigada...

-Ah! eu achei seu chaveiro de ursinho!-tirou do bolso

-Que bom,valeu...

Ficou uma pausa na conversa e senti que ele estava olhando para mim atras de mim querendo falar alguma coisa.

-Em...como...o Barry morreu?

-Ele...desmaiou quando o carro caiu no rio e...nao acordou depois que...saimos da agua...-estava com vontade de chorar

-Nao foi culpa sua...esta bem?-me apertou

Fiz que sim com a cabeça.

Sei que ja tinha visto varias pessoas mortas,vi um parente meu morrer,virar "zumbi",mas mesmo assim Barry era meu parceiro,nao o conhecia a muito tempo(só a 7hs)mas era uma pessoa,quem nao ficaria como eu?

Dormimos,eu ainda estava no meio das pernas de Chris,e estava quente entre nos dois(calor do corpo voce sabe!rs).Fui a primeira a acordar,achei estranho que nenhum monstro veio nao atacar enquanto dormíamos;esfreguei os olhos e Chris acabou acordando também por causa de eu ter me mexido.



Wesker estaria pela aquela ilha,nao seria fácil,nunca tínhamos visto(eu provavelmente nao.).No carro Sheva estava com o mapa da ilha e dizia para Chris que estava dirigindo;

percebi ao olhar o mapa que a ilha era imensa.

Até que chegamos em uma pirâmide(o que uma pirâmide estaria fazendo ali?!)como aquelas do Egito

-Chris isso nao tem no mapa!-disse Sheva

-Entao tem coisa ai...

Descemos e nos aproximamos da pirâmide,tinha uma escada que ia para baixo e no final era a porta

-De ferro?-comentei

-Wesker deve esta por aqui...-disse Chris

La dentro nao parecia que era grande quando visto de fora,a pirâmide era só fachada como a fabrica de Raccon Forest,nao tinha operários nem ninguém la dentro,mas como sempre tinha escravos dizendo assim

-Yo voy a matar!!

Um "zumbi" gritou, e mas alguns apareceram”Vai começar tudo de novo!”pensei,começamos a atirar;cabeças explodindo ,sangue espirrando(novidade)até que eles param de nos atacar

-Olha que eu vejo de novo!-uma voz grossa tomou conta da pirâmide.Desceu as escadas,estava com uma roupa preta,parecia um uniforme,era loiro de óculos escuros...


avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:41 pm

-Wesker,então você esta vivo!

-Chris,Chris,Chris,sempre tentando me pegar e sempre falhando,acha que vai consegui agora?

-Por que não?

-Ora,então veremos...

Com uma velocidade impressionante deu uma cotovelada em Sheva que foi parar longe de nós e ficou desacordada pela pancada forte,Chris tentou atirar nele mas desviava das balas com a mesma velocidade ,chegando mais perto e socou Chris e seguiu para mim,atirei também mas era inútil ,acabei levando um soco na barriga que o sangue escorrei da minha boca,Wesker ainda me levantou enforcando-me,Chris então o empurrou que fez com que ele me soltasse e eu caísse

-Chris...achei que você estava mais rápido,mais forte,hum...que decepcionante.

-Vou te matar Wesker,guarde isso!

-Será?veremos se fará isso com sua favorita...

-O que?



Eu estava no chão tentando me recuperar do soco,até que senti a mesma dor de cabeça de anos atrás de quando Sandler me controlava,imagens vieram na minha cabeça de como fui para no porão da casa onde Chris e Sheva me acharam,foi Wesker quem me levou para lá e injetou algo os uroboros em mim (uroboros- é um vírus mutagênico criado por Wesker em parceria com a TriCell.Ele pretendia usar os recursos do vírus para criar uma nova ordem mundial, libertando-o na atmosfera terrestre e infectando os humanos)

ele injetou isso em mim para me controla(porque sempre eu?!)

-Vamos minha cara faça o que mando....-disse Wesker estalando os dedos

Meus olhos mudaram de cor,a dor que eu estava sentindo, sumiu...


avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:42 pm

[Chris]



Gael,lutava comigo,vi Wesker nos observar com um sorriso perverso.Gael estava com uma força inexplicável , socos e chutes não adiantavam,Sheva acordou e tentou me ajudar mas também era inútil

-Chega querida....-Wesker a chamou ela foi para o lado dele,com uma feição de ódio.

-Chris...tão inteligente e não viu que a pessoa ao seu lado o tempo inteiro estava sendo controlada por mim,e adivinhe só ela me será muito útil para me ajudar a fazer uma nova geração uma nova era e você não conseguira me impedir!

Eles seguiram para um elevador,corri atrás dele e Sheva veio atrás

-Wesker seu covarde!!

O elevador se fechou,soquei a porta,tudo de mau ia para o lado de Gael,toda vez ela sumia de minha vista,toda vez os “grandes maus”pro universo a querem,preferia que pegasse a mim.

-Chris se acalma vamos recuperá-la!

-Acalmar?!Acalmar?!como posso me acalmar sabendo que Gael sumiu de novo,e o pior esta com Wesker,sabe-se lá o que ele fará com ela!!

-Não grite comigo!nao tenho culpa de nada!

Não me desculpei nem disse mais nada,estava tão furioso que só queria acabar com a raça de Wesker.Nao esperamos o elevador voltar,fomos pelas escadas,que nao davam em lugar nenhum só para mais salas de pesquisas e com restos mortais,até que passei por uma das salas e vi pelo vidro um monitor que mostrava Wesker e Gael indo para a ponta da pirâmide,acho que estavam perto de nós,mas depois que parei de olhar no monitor percebi que mais,que Gael estava com uma feição que eu nunca tinha visto,ela era tão meiga(as vezes nervosinha,mas quem nao é?)tão...mesmo eu a tendo feito mulher mais tão com cara de criança,estava muito diferente.

Seguimos até o pico da pirâmide,Wesker e Gael seguiam para um helicóptero

-Wesker não deixaremos fugir!!-Sheva

-E principalmente com Gael!!-eu

Os dois olharam para trás e com o vento da hélice do helicóptero,a poeira subia e quase tampava a minha visão dos dois,de repente os dois foram tampados pela poeira,só dava pra escutar o som do helicóptero

-Desista Chris...-disse Wesker

Até que senti um empurrão e Sheva sumiu da minha vista,minha arma foi parar longe,olhei para os lados e não via nada só poeira,até que vi o rosto de Gael,se aproximando de mim e tentando me socar,me levantei rápido,tentei me desvia dos socos,mas alguns me acertavam

-Gael...pare sou eu, Chris!-tentar não custa nada

Ela não me ouvia,ou ouvia e não tinha como controlar,até que consegui agarrá-la por trás,até que como ela se esperneando,vi uma coisa diferente debaixo de seu pescoço no peitoral(não no meio!) era uma aranha mas mecânica que a controlava a fazer tudo o que esta estava fazendo,aquilo estava penetrando no peito dela.

- Gael,o que esta acontecendo com você sai dessa!Gael Oliver!!

Ela ficou me olhando por um tempo,e a poeira saiu ao redor e Wesker apareceu do lado dela

-O que fez com ela?!

-O que você não poderia,ela é minha agora...-ele fez um gesto com a cabeça que a fez vim para mim com velocidade e me imobilizar torcendo meu braço

-Haaa(grito)Gael não se lembra mais de quem você é,Gael Ferris!!

-C-Chris...

Ela soltou meu braço e começou a balançar a cabeça tentando voltar em sim

-Hummm,então esta conseguindo se tirar do controle do aparelho,interessante...mas inútil!-disse Wesker pegando um controle(ou sei la)e apertando um botão,vi Gael estender a mão para ele para não apertar e ela caiu no chão gritando

-Agora vou deixa você resolverem os assuntos familiares...até a próxima

-O que fez com ela!!

Wesker subiu no helicóptero e me concentrei mais em Gael ,ela gritava muito,vi as unhas dela arranharem o chão,Sheva apareceu

-Chris o que é aquilo no peito dela?

-Não sei ,mais vamos tirar!

Dois minutos e consegui tirar aquilo dela,ela desacordou,e apoiei sobre minha perna

-Chris...me...me perdoe...

-Esta tudo bem...

-Sheva esta tudo bem?

-Sim...-sorriu

-Eu não podia controlar minhas ações,ó meu Deus...eu estava consciente mais não podia parar

-Esta tudo bem,Gael...

A ajudei a se levantar.

-Chris temos que pará-lo...

-Ele fugiu...-olhei para cima

-Mas você tem que pará-lo!

-Faremos isso!

-Teremos que ir...com Wesker longe precisaremos de ajuda.-Sheva

-Certo,ligue para o departamento e peça para mandarem um helicóptero diga nossa localização...

-Sim...



Minutos depois que ela fez ele veio,Gael estava muito cansada que dormiu no helicóptero.Quando chegamos no departamento,todos fomos para a enfermaria,quando sai dela vi Gael saindo da sala do chefe,sem seu distintivo e sem sua arma.



[Gael]



-O que ouve?-disse Chris

-Eu...pedi demissão...

-O que?!Por que fez isso?!

-Porque sim Chris,me leve para casa!-passei por ele

-Não,eu exijo uma explicação!-segurou meu pulso

Pensei por uns segundos no que falaria.

-Não...quero paz e sossego...passei por muitas coisas...quase morri varias vezes e não quero mas trabalhar nisso...

-Mas...

-Vou pegar minhas coisas e vou morar na casa de Jill,preciso de um tempo pra pensar...

-Você vai me largar assim?depois de tudo que passamos depois do que fiz por você?

-Não vou te largar...-peguei nas mãos dele-...só quero...pensar um pouco...quero um tempo

-Tempo?!Mas Gael...

-Desculpe Chris mas...tenho que ir!-sai correndo com os olhos cheios d’água,segui para fora ,até que topei com Leon,minhas lagrimas já estavam a mil,as limpei rapido e fui para o carro de Jill.

Vi pela janela do carro, Chris correndo e parando na porta do departamento,o que eu estava fazendo era necessário para mim,eu precisava de um tempo para pensar,não queria combater Wesker,não estava forte para isso,passei por muitas coisas ruins,de quase morte,não queria mais ver pessoas queridas morrerem,principalmente Chris,ai você me pergunta:porque não ficou com ele?Porque?Porque ele continuaria trabalhando como agente,minha preocupação aumentaria com ele longe de mim quase todos os dias...nao sei...eu iria para casa de Jill mais só até achar um apartamento...eu voltaria para Chris...um dia.




avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Vector em Dom Jan 27, 2013 5:43 pm

Quatro meses depois...



Passei a morar num AP. pequenino,com uma porta de vidro que dava para varanda e que eu via o mar,minha sala era separada com um parede que dava para retirar com uma cama de casal do outro lado,o banheiro era pequeno também.

A primeira vez que fiquei sozinha,achei chato pra caramba,senti a falta dos braços de Chris,mas era preciso o que eu fiz..Mas num dia,ainda sozinha,tomei meu café e resolvi tomar um banho era de tarde e eu faria umas comprinhas depois,lavei minha cabeça e me sequei só que quando terminava de pentear meus cabelos(que vinham até a cintura),e olhei para o espelho

-Jack...

Me virei rapido ele tinha uma faca na mao

-O que esta fazendo aqui?!

-Vim te ver...-ele tinha a voz calma;se aproximou de mim que pude senti a respiração dele saindo das narinas

-Sabe que posso chamar a policia por invasão!-eu disse nervosa

-Mas não vai...-apoiou as mãos na pia em volta de mim e me observava de uma forma arrepiante - Você...esta diferente...queria conhecer essa diferença...-passou o dedo indicador no meu rosto

-Jack sai daqui,o que você quer comigo?!

-Sabia que você ia perguntar isso,quero que você me diga onde esta Leon...-continuava me acariciando

-E você acha se eu soubesse que te contaria?

-Hum...talvez...-apertou meu pescoço-Se eu apertasse até você perdesse o ar me contaria?

-N-ão...

-Você é muito corajosa...admiro isso...mas você tem que me contar ou apertarei mais seu pescocinho lindo!

-(busca de ar)...n-não faz ...isso...Jack

-Para de me chamar de Jack dirija-se a mim como Krauser!-fechei meus olhos e comecei a chorar,sabia que Chris não apareceria para me salvar

-Jack...e-eu....conto...

-Humm,boa menina!

Soltou-me e eu quase cai,busquei todo ar de volta e olhei para ele,claro que eu não contaria onde estava Leon,mas o enganaria um pouco

-Ele deve estar no departamento, ou em casa ou por ai não sei!

-Para de palhaçada Gael, sabe que posso acabar com você a qualquer hora!

-Vamos ver!-o empurrei e passei por ele direto para sala onde estava o telefone,mas senti um puxão nas pernas que quando cai bati o rosto no chão ,Jack me puxou até a cama,me prendeu pelos pulsos e enterrou os joelhos no colchão em volta de minha cintura

-Foi uma tentativa falha...nao me faça te machucar Gael...estou sendo sereno com você mais você não esta ajudando!

-Jack vai embora sabe que não contarei e mais eu não sei!

-Mas meu amor...vou ter que te obrigar então...

Ele me levantou me colocando em cima de seu colo,como ele era mais forte que eu ,tentei sair mais sem sucesso;senti a força de suas mais ao puxar minha cabeça para beija-lo,na tentativa de empurrar no peito dele meus braços ficaram presos entre mim e ele,ele conseguiu me arranhar minhas costas ainda quando eu estava de blusa,gemi de dor com a boca dele ainda na minha,ele estava violento consegui me levantar até que ficamos em pé na cama e ele me prendeu na parede

-Vai me dizer?

-Já disse que não sei...pare com isso!

-Vai me dizer que não esta gostando?

-Claro que não,te odeio e se não ir embora vou gritar!

-Grita,o prédio e vazio e quando sua voz chegar la embaixo já vou ter feito o que eu queria!-me agarrou de novo e começou a beijar meu pescoço e me morder

-Para Jack!(já estava gritando)você não era assim,por favor não faça isso!!

Até que consegui empurrá-lo com minhas pernas,ele caiu fora da cama e bateu a cabeça na parede e desmaiou,desci rapido da cama e fui velo,ainda estava vivo,corri para perto do telefone mas quando peguei os fones olhei para ele por um tempo,não sabia se ligava para policia,ou se ligava pra Chris,mas ele saberia onde eu morava eu não queria ainda...então apertei as teclas

-Le!pode vim na minha casa por favor e questão de emergência...Krauser esta aqui!

Minutos depois ele chegou,eu já tinha amarrado Jack numa cadeira,Leon o levou para policia e o prenderam.Continuei na minha casa chata e silenciosa,sentei na minha cama e tampei meu rosto com as mãos,mesmo quando eu fugia e queria ficar só,vinham até mim.Me deitei e liguei a TV ,mas não tinha nada de bom,resolvi sair;andei e andei e vi a chuva chegar”Droga!esqueci meu guarda-chuva!”pensei,meu cabelo pesou por molhar mas eu não queria voltar para casa,minha vida solitária estava me deixando piro do que antes,agora estava andando em uma pista e vi um alvoroço em um bar,diminui meus passos e fiquei observando até chegar,mas não era nada de mais era só um bêbado fazendo baderna,entrei e me sentei o balconista logo me ofereceu alguma coisa,pedi uma bebida,eu estava encharcada mas nem liguei,eu estava bebendo um refri,e morrendo de sono,até que um cara sentou-se ao meu lado

-Me dê um água com gás por favor...-pediu ou balconista

Nem olhei para o lado,continuei bebendo com minha cara de taxo

-Acho que você vai pegar um resfriado...-se dirigiu a mim

-Se pegar não é da sua conta...

-Poxa é assim que fala comigo?

Olhei para o lado rapido pois tinha conhecido a voz,ele levantou o boné

-Chris...-eu disse quase sussurrando

Sabe o que eu fiz?Sai correndo,empurrando todo mundo até chegar la fora,ele veio atrás a chuva mais forte não estava me ajudando a correr,tropecei mas levantei

-Gael,pare de corre!!-ele gritou

Mas não parei sei que se eu parasse para ouvi-lo ele me pediria para voltar e tal,só que quando continuei correndo,olhei para trás e acabei topando numa arvore ,cai e fiquei tonta por um tempo,o vi agachar na minha frente,alias vi dois Chris

-Você esta bem?-colocou a mao em meu ombro

-Tonta...

Ajudou-me a se levantar ainda fiquei meio tonta mais passou

-Porque esta aqui?-perguntei

-Estou passeando...nao posso?

-Mas como me encontrou?

-Não vim encontrar você,vim beber!

Poxa magoei.

-Tah,então...desculpe te incomodar...-fui andando

-Sua boba!-me puxou pelo braço e ficamos com os rostos bem próximos - Sabe que eu nunca pararia de te procurar!

-Esta aqui por causa disso?

-Sim...sinto sua falta...

Desviei o olhar.

-Também sinto a sua...

-Então porque não volta pra mim?

Me soltei dele.

-Estou confusa...

-Confusa de que?eu te amo você me ama e vamos ficar juntos é simples!

-Não é tão simples assim!Quero ficar com você mais...tenho medo de te perder...

-Você não vai me perder,estarei sempre ao seu lado...-tentou me abraçar,mas eu não deixei

-Vou para casa!

-Posso ir com você?

-Melhor não...

-Vai...te prometo que não farei nada,só te faço companhia!

-Tah...



Tah..é eu deixei,estava muito sozinha.No elevador não falei,nada..no corredor não falei nada..quando entrei em casa e fechei a porta depois que ele entrou...soltei um espirro

-Eita saúde !

-Você me rogou praga!

-Que isso,nunca faria isso com você...-se aproximou de mim

Eu desviei o olhar e fui beber uma água ,percebi que ele ria de costas,se virou e seguiu até onde eu estava,se apoiou no balcão e me olhava

-O que foi?-perguntei

-Nada você esta...bonita!

-Obrigada...mas não começa,sei que isso é para se chegar em mim e acabar me agarrando!

-Que isso não confia em mim?!

-Não sei...

Sentei na cama e cruzei as pernas,ele veio e fez o mesmo(só não cruzou as pernas rs) ,me olhava o tempo inteiro,até que ele tirou o copo da minha mao ,e colocou na mesinha de cabeceira,tirou me cabelo para trás e começou a beijar meu pescoço

-Chris...o que estava fazendo?!

-Não me diga que não gosta!

-O que você pro...prometeu...

-Até parece que eu resisto quando estou ao seu lado...agora aproveita...-disse a ultima palavra ao meu ouvido,e acabei sentindo uma das mãos dele na minha cintura,quero dizer,dentro da minha blusa...

Não sei porque,eu já tinha feito as “coisas” com Chris,mas eu não parava de me arrepiar a cada toque dele em mim,quando vi eu já tinha deixado-o ficar em cima de mim,nossos corações batiam juntos, O tirei de cima de mim e o empurrei para fora do quarto,me encostei na porta fechada,e o escutei falar atras dela

-Me perdoe...nao queria ser tao rapido.

-Vai embora Chris.

-Me deixe entrar,nao quero ve-la magoada de novo.

-Nao estou magoada só quero que vá embora!

Houve um momento de silencio.Ouvi um ruido,como se ele batesse na porta de leve com a mao,fechei os olhos tantado o fazer como se fosse um sonho,como se ele nao estivesse ali e que eu o mandasse embora.Mas ouvi a palavra que abalava meu coraçao,e a mesma pode abalar qualquer pessoa.

-Eu te amo Gael...lembre-se disso sempre,esta bem...

Apertei os olhos,mas nao consegui responder,nao porque eu nao o amava,amava mais que tudo,mas porque dentro de mim estava um bolo enorme para qualquer momento derramar a chorar.Ouvi os passos dele se afastarem e isso me deixou pior ainda.Cai na cama e dormi depois de tanto chorar.

No meio da noite,as 3:00 da manha acordei pois tinha tido um pesadelo...com Wesker,e isso me deixou com medo,nao dormi mais,olhei para o celular ao lado,e pensei em ligar para alguem,a primeira a vim a minha cabeça foi Jill,mas ela nao poderia ir na minha casa pois estava em outro pais com os avós,entao pensei em Leon,e logo disquei o numero dele.

-Le?

-Oi linda...-bocejou-...fala,o que foi?

-Me perdoe por perturba seu sono,mas pode ficar so um pouco conversando comigo?

-Voce nao pertubou meu sono nao,acordei assustado ainda agora por causa de um pesadelo...

-Serio?também nao dormi por causa disso...se nao for pedi muito, voce pode vim pra cá?

-Mas sao 3 da matina.

-Por favor...eu...estou com medo.

-Porque nao chama o Chris?

-...muito engraçado voce!

-Foi mau...-ouvi ele respirar fundo e parecia se espreguiçar-...me espere que ja vou praí.

-Esta bem

Uma hora depois ele tinha chegado.Mas antes dele chegar,eu me encolhi na cama,e tinha um medo dentro de mim que estava estranho demais,tive vontade de chorar,estava com medo do meu sonho.

Assim que Leon abriu a porta,e deu o primeiro passo para dentro do quarto,o abracei,mas muito forte,podendo senti o coraçao dele junto ao meu e junto a sua respiraçao.

-Voce esta bem?

-Nao sei...

Ele me puxou até a cama,e nela eu me sentei abraçando as pernas,e ele me olhava esperando algo.

-Voce esta assim por causa do pesadelo?

-...sim.

-Quer me conta?

-...foi com o Wesker...ele matava todos voces,Jill,voce...Chris...

-Mas foi so um sonho,isso nunca vai acontecer.

-Mais porque estou com medo em?!Wesker ainda esta solto por ai e com um tremendo odio da gente e principalmente de Chris!

-Wesker...ele é mesmo de botar medo.

-Voce também tem medo dele?

-Eu nao!só...tenho medo do que ele vai fazer com os fracos que nao sabe se defender.

-Mas isso ainda nao tirou meu medo!

Ele fez uma cara de sono,subiu mais na cama,e envolveu o braço em mim,me escondi nele,tentando tirar o medo.

-Pode dormi aqui hoje?

-So nao quero que Chris me mate depois.

-Ja disse pra voce parar de graça.

-Ta bom...-ele abriu uma tremenda boca bocejando-...boa noite.

-Espero que sim.



Leon acabou mesmo ficando na minha casa.Foi o primeiro a acorda e puxou minha cobertas para acorda junto a ele.Leon era meu melhor amigo,mesmo que voce ache que nao,mais era,eu talvez pude ter alguma atraçao por ele alguma vez,mas isso nao foi além.Ele me tratava como uma irmã,mesmo que um certo dia atras ele tenha vindo de graça,mas a gente conversou sobre isso e tudo se resolveu.Ele nao estava mais com a Jill,ela deu um fora nele,os dois me contaram,nao na mesma hora.

No café,o telefone dele tocou,ele me olhou diferente e se levantou,foi até a varanda,debruçou no ferro.Fiquei atras da parede escutando,sei que iso é feio,mas o olhar dele para mim quando atendeu o telefone,me deixou intrigada.

-É...ela esta bem sim...-ele dizia-...nao comenta muito sobre voce,acho que é coisa de mulher....so mais um coisa,voces ja "fizeram"?Ta bom desculpa,foi mau,so sei que se ela estiver esperando...algo,nao quero criar nao em?! Esta bem foi mau de novo,so estou dizendo porque ela esta tendo umas crise de...voce sabe o que.Ta bom tchau!

Pela conversa tive certeza que era Chris do outro lado.E a historia de eu estar gravida,nao estava a minha cabeça isso nao estava acontecendo com meu corpo,nao ainda.Chris e eu,so "fizemos"umas...esqueci perdi a conta.Mas isso geraria alguma coisa?Bem...má noticia,tem 98% de chance de SIM.Ele desligou e passou por mim sem percebe

-Entao,quem era?

Ele se virou rapido,e pareceu pensar em alguma coisa.

-Era...um vendedor,so que nao aceitei sabe,caras chato e...

-Eu sei que era o Chris.

Ele ficou com a boca entre aberta,e fechou com força com o fato que eu ja sabia e que nao tinha como ele menti,pois nao daria certo.

-Bem...era sim.Ele tem ligado pra mim a um tempo pra saber como voce esta.

-E voce acha que estou gravida?

-Ham...bem...nao sei o que pensar.Pode ser que sim ou nao,mas se fosse sim,nao seria bom?

-...nao agora,nao estou com cabeça pra bebes.

-Tah,mas...Chris é um cara durao,e esta muito meloso depois que voce o deixou.

-Nao estamos falado dele.

Sai e me encostei no balcão.

-Porque nao quer falar sobre ele,ele é um cara super gente boa,foi dificil ele encontrar alguem que ele amasse de verdade e agora voce joga tudo por ar so por causa de um medinho bobo?

-Nao é medinho bobo!Nao quero perde-lo,nao como ja perdi muitas pessoas queridas,nao quero ficar em casa enquanto ele sai em missoes e nao sei se ele voltará vivo,prefiro ficar longe e...

-Vai dar no mesmo,ele nao vai sair do trabalho pois é a vida dele,e voce vai ficar sofrendo do mesmo jeito se estivesse perto dele,não acha melhor sofrer por amor,mas voce junto a ele?

-Nao,nao acho,ele longe de mim...vai...não sei o que dizer,estou confusa...

-Ele te ama,e voce o mesmo a ele,o que tem mais pra ser perfeito?

-...ele larga esse emprego.

-Mas voce sabe que ele nao vai larga,porque nao se junta a ele,e passam por tudo juntos Gael,voce também ama salvar vidas,ou fazer justiça por aquelas que se foram,qual o problema em enfrentar isso tudo e perto do seu amado?!

-...nao sei se voce tem razao...tem horas que queria nao te-lo conhecido...

-Mas as coisas nao foram assim...se voce o ama de verdade...te falo como um amigo que sempre fui,fique com ele garota!

Olhei para Leon,pensando na conversa o abracei,como na noite passada.

-Obrigada...

-Nao tem de quê,e olha,estou aprendendo a ser meloso assim,com voce ,tah.rs.

-Que bom que posso contar com voce.

-O mesmo digo a ti,agora tenho que ir,ou vou me atrasar pro trabalho.-beijou meu pescoço

O larguei.Segurando o pulso dele.

-Você vai a alguma missão?

-Não sei,o chefe disse que quer conversa comigo e Chris.

-Ele vai esta lá?Vou com você!

-Mas voce pediu demissão.

-Eu sei,peço o emprego de novo...você não esta sem parceira?

-...bem,eu trabalho sozinho,e Chris tem a Sheva...tah bom,vamos lá.



Entrei no carro de Leon animada a fazer ciúme em Chris,pois ele sempre odiou me ver junto demais com Leon.Quando paramos o carro na frente do departamento,vi Chris lá dentro com uma mulher ao lado de cabelos um pouco avermelhados,era a irmão dele.

Leon foi a minha frente recebendo a mulher com um abraço,fiquei com as mãos nos bolsos esperando.Chris me olhou por entre o abraço dos dois,e somente me deu um sorriso pequeno

-Oi...-ele disse se aproximando

-Oi.-respondi

-Gael,essa é a irmã mais nova de Chris,Claire essa e Gael.

Ela era muito parecida com Chris,e fui com a cara dela desde o começo.

-Olá!-ela estendeu a mão

-Prazer.-apertei

-È namorada do Leon?

-Ah...vamos dizer que...mais ou menos.

-Então vamos ver o que o chefe quer!-Leon foi na frente com Claire,terminando a conversa

Chris não acompanhou a gente ficou parado,me virei surpresa.

-Não vem?

-Você acha que vai me colocar ciúme?

-Não estou colocando ciúme,mas se você ver assim,ótimo.

-Uma noticia...você não vai consegui me irritar, esta bem.

Ele passou por mim,quase me empurrando.

-Ridículo...-resmunguei

Na sala do chefe,ele dizia que Wesker estava atacando novamente,escondia-se em uma floresta,calma e silenciosa,ele sabia disso tudo graças a um informante,que foi morto dias antes.Mas ele parou de falar e olhou para mim

-O que você esta fazendo aqui?

-E-e...bem...eu queria conversa com o senhor...

-Ela quer voltar chefe,e quero que ela seja minha parceira.-Leon disse na minha frente

O chefe ficou em silencio por um certo tempo,me olhou profundamente e disse:

-Pode voltar,estamos precisando de pessoal experiente,mas uma coisa,ficara com Chris.

-O que?!

-Isso mesmo.

-Mas...

-Sem “mas” é escolha minha,se dão melhor juntos.

Essa foi boa,o que eu não queria aconteceu,e eu sabia que Chris jogaria isso na minha cara.

Saímos da sala,com a nossa missão na mão,fui até meu antigo armário,para pegar minha arma e distintivo,escutei passos entrarem pela porta,pelo cheiro doce e forte,mas não enjoativo,passos fortes mas leves,era o Chris

-Não venha jogar na minha cara,Chris.

-Como sabia que era eu?

-O homem que eu vi sem roupa,morei junto...acha que não saberia?

-Hum...e liga tanto assim para ter gravado todos os meus detalhes?-ele encostou nos armários ao meu lado,cruzando os braços

-Não ligo...e uma qualidade minha...

-Sei,como esta se sentindo comigo como seu parceiro?

-Você esta querendo me irritar e não vai conseguir,mas se consegui,eu tenho uma arma.

-Atah,vai atirar em mim?-ele começou a rir

-Não ria,sou capaz de coisas que você nem sabe.

Procurei a porta,aquela conversa com ele, estava me irritando demais.Logo na porta esbarrei em Leon,que me segurou pelos ombros.

-Cuidado,olha vamos no mesmo carro.

-Esta bem.

Chris passou por nos,sem ao menos falar com Leon.Minha cara não estava muito boa,e Leon percebeu.

-O que houve?

-Nada Le,o normal de sempre.

-Hm,eu sei o normal de sempre?

-Vou resumir,Chris.

-Atah,então esqueci.

Entramos no carro,em direção a tal floresta que Wesker estava.Chegando lá,não gostei de uma noticia que Leon deu.

-Vamos ter que nos separar,e nos encontrar no final da ilha.

-O que?!Leon.

-Desculpe,mas não podemos andar por ai juntos demais,seremos alvos fáceis.

Não podia dizer mais nada,pois sabia que ele não mudaria de idéia.Pegamos o que precisávamos no carro para seguir,fui surpreendida com um abraço de Leon.

-Se cuida esta bem,fique atenta a tudo.-ele disse ao meu ouvido

-Pode deixar...

Claire também abraçou o irmão.E assim nos separamos.Chris e eu andávamos devagar por todo aquele verde,eu estava na frente,estava tudo silencioso por ali,principalmente entre mim e Chris.

-Seu corpo esta diferente.-disse ele

-Pare de reparar em mim e concentre-se na missão.

-Você esta na minha frente não tem como não te reparar.

Me virei com raiva.

-Você é muito irritante,porque esta tão...reparador em mim agora?!

-Você que quis separar de mim se lembra,por mim estávamos juntos ainda,disse você que só daríamos um tempo,esse tempo esta demorando demais!

-Ainda preciso de mais tempo esta bem.

-Precisa nada,você não quer e assumir compromisso serio!

-O que,você é ridículo mesmo!

Ele mandou eu ficar quieta,ficou olhando em volta,parecia escutar alguma coisa

-O que foi?

-Chiii,fica quieta.

O vir destravar a arma,também peguei a minha,esperamos,ate ele me mandar correr,ele na minha frente olhei para trás e vi um dos monstros de Raccon City correr atrás da gente,ele estava mais rápido,e nos alcançando.Desviamos para o outro lado,até pularmos em um lago,ficamos quietos lá embaixo,mas como não tinha me preparado,puxado o ar para pular na água,abri a boca debaixo d’água,Chris viu,mas para me ajudar,ele colocou sua boca na minha e me passou um pouco de ar dele para mim,e em fração de segundos,ele jogou uma granada para fora da água e o burro do monstro de vez de correr ficou parado,e morrer estourado.

Saímos da água rastejando cansados,empurrei Chris pelo que fez

-O que foi?!

-Porque me beijou?!Nao quero que faça mais isso!-me levantei

-Um obrigada cairia bem agora,eu salvei sua vida garota!

-Não importa,invente outra maneira.

-Até pareci que não gostou...-ele resmungou

Não responde,somente espremi meu cabelo que ficou bem pesado com a água.No caminho,ele foi na minha frente agora,andamos muitos e não encontramos nada,estava tudo quieto demais.

Ainda naquele matagal,Chris me jogou uma direta.

-Estou com ciúme de você perto demais do Leon.-disse ele não olhando para mim

-O que¿Esta de brincadeira neh¿

-Quero que paremos que com essa palhaçada de ficar brigando...

Essa parte não tive o que dizer,pois estava brigando com ele a toa mesmo,so para enganar meu coração de não gostar mais dele,mas era impossível,o amava mais que tudo,mas não queria demonstrar,e afinal queria mesmo parar com essa palhaçada de ficar brigando,parecendo duas crianças bestas.

-Saiba que ainda te amo.-ele disse

Isso me fez parar de andar,meu coração disparou,ela já me tinha dito isso uma vez,mas,essa vez foi de um tom diferente,senti que foi um tom profundo e verdadeiro.

Não consegui dizer nada,procurei,ia dizer que o amava,pois era verdade,até que ele parou e si virou para mim

-Não vai dizer nada¿

Olhei fixamente para seus olhos,engolindo seco,pois sabia que se eu dissesse o que ele queria ouvir,não terminaria so com a minha frase e sim com algo que não terminaríamos nossa missão.

-Não temos tempo para isso...

Passei por ele,mas escutei ele dizer:

-Alguma hora você vai ter que dizer...e sei que quer dizer.

Seguimos,acabamos encontrando algo estranho algo que para uma floresta,não era para ter aquilo ali.Havia uma porta de aço no chão,como se houvesse um porão abaixo,camuflado com matos

-Com certeza é obra de Wesker...-Chris comentou

-Vamos ter que entrar,não é¿

-Infelizmente sim,ou quer esperar seu amiguinho¿

-Deixa de ser seboso Chris!

-Desculpe se te magoei,gracinha.

-Criança.

Ele fez careta,e abriu a tal porta,era pesada,e havia uma escada,ele foi na frente.Era um túnel,escuro onde luzes piscavam e não ajudavam muito a ver o caminho,liguei minha lanterna,indo na frente de Chris.O cheiro que vinha de lá era enjoado,repugnante,difícil de descrever,eu sendo nojenta com isso,tentei não vomitar,mas vomitei

-Esta tudo bem¿-Chris perguntou

-...agora que botei tudo pra fora...sim.

-Foi a comida toda.Chii.Sabe que isso vai te dar fome neh.

-Ai Chris que nojo...

Seguimos,o corredor tinha muito sangue,e gosma,com certeza monstro do T-virus passaram por ali.Até que Chris foi puxado pelo,pé,pelo mesmo monstro que corremos antes,ainda dava para vê-lo,corri atrás,iria atirar,mas tive medo de acertar em Chris.Na corrida,o monstro o levou para lugar,onde era grande,tinha uma passagem,e água em volta dessa passagem,não mentirei,mas estava com medo,pois Chris havia sumido da minha vista

-Olha quem chegou!

Me virei e vi Wesker,ele apontava uma arma para mim,Chris estava tentando se levantar atrás dele

-Você não tem mais saída Wesker!

-È mesmo¿Acho que,quem não tem mais saída,são vocês!

Ele,agachou perto de Chris,pegando no cabelo dele.

-Esta vendo,seu amorzinho¿

-Não o machuque!

-Desejo negado.

Ele iria pegar uma faca,mas atirei nele,ele desviou vindo ate mim,me pegou pelo pescoço,me enforcando,dei um chute em suas partes,mas como não esperei,ele não sentiu.Chris atirou,me deixando cair no chão,ele foi até Chris,e deu um empurrão tão forte que ele batei na parede,caindo no chão e batendo a cabeça em uma pedra,desacordou na hora.

Eu iria correr até ele,mas Wesker me deu uma surra,assim fugindo.Me arrastei indo até Chris,coloquei na minha perna,mas vi que quando segurei a cabeça dele,e olhei para minha mão,havia sangue

-Chris...nao me deixa...-encostei minha testa na dele -...como vou criar meu filho sem você¿

-Entao...é verdade¿

Abri os olhos e vi que ele abria os dele.

-Achei que tinha morrido...

-Você não vai se livrar de mim tão fácil.-ele se sentou-E...ele fugiu de novo...

-Não importa...vamos pega-lo.

Ele me olhou como se eu fosse um premio.

-Quer dizer que vou ser papai¿

Somente ri.


avatar
Vector
Administrador
Administrador

Inventário
Armas:
•Faca da Umbrella,[1]
•Katana Lv.30,[2](P10,V10,F20)
•Ak47,[1000](P8,V4,F6,A8)(Lv.15)
•22m,[250](P5,V5,F6,A9)(Lv.15)
•Rifle Semi-Automático,[100](P9,V4,F8,A10)(Lv.15)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•Desert Eagle,[250](P9,V9,F10,A7)(Lv.20)
•P90,[1000](P10,V10,F10,A10)(Lv.20)
•Espingarda calibre 12,[220](P8,V2,F8,A7)(Lv.15)
•Rifle,[140](P10,V6,F9,A10)(Lv.15)
•Handgun,[200] Balas(P7,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Kombat knife,[3] unidades
•Light grenade,[5] unidades
•Fire grenade,[5] unidades
•C4,[50] unidades
•MK.46 Sl,[1000](P3,V4,F7,A4)(Lv.15)
•Lançador de Grandas,[30] Unidades
•Besta,[60] Unidades
•Lança Missil,[5] Misseis
•C9 A1, [500] Balas
•SPAS, [500] Balas(P7,V3,F9,A7)(Lv.15)
•Colt S.A.A, [250] Balas (P10,V5,F10,A6)(Lv.15)
•Bazooka, [10]
•C4 Knife, [3]

Mensagens : 393
Reputação RE : 821
Data de inscrição : 14/08/2012

Ficha de Sobrevivente
HP:
3000/3000  (3000/3000)
Equipamentos:

Ver perfil do usuário http://rerevo.canadaboard.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Resident Evil Fanfic

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum